Apresentado este mês no Estados Unidos, o Ford EcoSport reestilizado chegará no Brasil no próximo ano

flagra_ford_ecosport_2017A Ford está enviando algumas unidades do EcoSport reestilizado para fora do Brasil. Provavelmente, o destino é o Estados Unidos para homologação e aprovação pela matriz. Apresentado neste mês no mercado americano, o SUV de visual renovado fará sua estreia no mercado nacional em 2017.

Na dianteira, o SUV ganhou linhas inspiradas na nova geração do Ford Edge. Capô, para-choque, faróis e para-lamas foram redesenhados. A grade dianteira será pintada em cinza fosco e terá formato trapezoidal e terá três filetes com o fundo em formato colmeia. Os faróis do modelo estão mais estreitos e os auxiliares estão destacados nas extremidades. Já o para-choque terá um prolongamento de peito de aço na parte inferior. Recurso que será usado para passar a sensação de que o modelo terá vocação off-road. De lado nenhuma mudança com exceção das novas rodas que serão pintadas na cor grafite.

Na traseira, somente o para-choque será trocado. As lanternas terão novo desenho, mas mantendo o formato atual. Recentemente, a marca mostrou na Europa uma versão do SUV sem o estepe pendurado na tampa do porta-malas. Porém, o modelo nacional manterá o estepe do lado de fora.

Internamente, a mudança também será grande com novo painel, bancos e forros de porta. A mudança mais visível será o painel que terá novo quadro de instrumentos com os marcadores de velocidade e conta-giros integrados e separado por uma enorme tela digital no centro. As saídas de ar também foram reposicionadas ficando abaixo do sistema de som. Aliás, todas as versões do EcoSport 2017 terá central multimídia destacada no painel, porém, com funções variadas de acordo com versão.

O SUV abandonará o motor sigma 1.6 que será substituído pelo propulsor 1.5 12V de três cilindros da família Dragon. As versões de entrada contarão com o motor 1.5 e as topo de linha continuam com o 2.0 atual. O motor foi antecipado pelo Autos Segredos em 3 de abril de 2015. Estima-se que o motor terá potência na casa dos 130cv, números bem próximos do 1.6 Sigma. O torque também ficará próximo ao do antigo 1.6.

Foto | Felipe Boutros