c4_argentino

Já fabricado na Rússia e na China, o Citroën C4L está a um passo do Brasil. Passado algum tempo do encerramento da produção do C4 Pallas, já com seus seis anos de mercado, o C4L é a aposta tardia da Citroën para o segmento de sedãs médios, completamente renovado no ano passado. O modelo já é fabricado na fábrica da PSA em El Palomar, na Argentina.c4_argentino_01

O Citroën C4L argentino terá design ligeiramente diferente do modelo chinês. Não há luzes diurnas de LEDs em baixo dos faróis de neblina, mas há o acréscimo de uma barra cromada interligando as lanternas traseiras. Opções de rodas e cores serão diferentes nas unidades argentinas. Coisas que variam de marcado para mercado…

Flagra recente da Car And Driver, no entanto, revelou que o painel será idêntico ao chinês, com o bendito quadro de instrumentos atrás do volante e não mais no topo do painel. O volante de miolo fixo do Pallas também diz adeus. Haverá ainda central multimídia com tela touch screen. E se não tiver o frasco de perfume desodorante para o interior do carro junto ao sistema de ar condicionado, é mesmo o fim das frescuras do C4.

O modelo deverá ser lançado na Argentina no final de junho, durante o Salão de Buenos Aires, que terá cobertura de Autos Segredos. As vendas no Brasil terão início logo em seguida. A Citroën ainda não divulgou detalhes técnicos e de motorização do novo modelo, mas é certa uma opção de motor diesel para a Argentina. Por aqui ficaremos com uma versão atualizada do 2.0 16V flex que gera 151 cv e ainda com o motor 1.6 THP de 165 cv na versão topo de linha.

Fotos | Citroën/Divulgação