Crossover baseado em modelo do grupo chinês GAC deve começar a ser vendido no México ainda este ano; novo SUV da Dodge tem dimensões que o deixam entre Compass e Commander

Sem o Journey em sua linha desde 2020, a Dodge ficou com um rombo no portfólio em alguns mercados. No Brasil, então, ficou sem portfólio, já que o modelo era o único da marca vendido por aqui. A marca, porém, já tem um sucessor no manga: é o Hornet, modelo que chega em 2022 e tem como base o Alfa Romeo Tonale. No entanto, a divisão mexicana da empresa pretende preencher a lacuna com outro produto ainda este ano.

De acordo com nossos amigos do site Mopar Insiders, a Dodge México irá, ao que tudo indica, lançar um rebadge do Trumpchi GS5. O crossover é feito pelo grupo chinês GAC, com quem a Stellantis, por meio da FCA, tem relação de longa data.

O GS5 é feito sobre a plataforma do sedã GA5, que, por sua vez, é baseado no Alfa Romeo 166. Embora a arquitetura venha de lá dos anos 1990, passou por inúmeras atualizações ao longo do tempo — sendo a última delas em 2018. Além disso, o modelo foi reestilizado recentemente e teve seu nome trocado para GS4 Plus.

LEIA TAMBÉM:

Quanto às dimensões, o GS5 fica entre os Jeep Compass e Commander. Bom dizer também que, embora apresente medidas similares, o crossover perde em comprimento e entre-eixos para o finado Journey. O modelo chinês tem 4,69 m de comprimento, 1,88 m de largura, 1,72 m de altura e 2,71 m de entre-eixos.

Motorização

Não dá para cravar qual será o conjunto mecânico do novo SUV que a Dodge oferecerá no México em substituição ao Journey. No mercado chinês, os amigos do Mopar Insiders lembram que o crossover da GAC pode vir equipado com motor 1.5 que rende 168 cv de potência e 27 kgfm de torque.

A transmissão, por sua vez, pode ser automática de cinco velocidades ou manual de seis marchas com opção de tração dianteira ou integral.

Novo SUV da Dodge no Brasil?

Ainda não temos informações concretas sobre a venda do novo SUV da Dodge mexicana no Brasil. Já podemos, contudo, especular sobre a chegada do modelo em nosso mercado.

Assim como o “finado” Journey, o crossover que tomará como base o GS5 será feito no México. Isso faz com que seja aberta uma nova porta para a Dodge no Brasil, caso a Stellantis, claro, queira trazer a importante marca de volta para o nosso país.