SLSAMGCoupeBlackSeries(5)O mais próximo possível de um SLS GT3 que poderia ser homologado par as ruas, o Mercedes-Benz SLS AMG Black Series chega ao Brasil por US$ 499 mil (equivalente a cerca de R$ 1,15 milhão) se destacando pela maior potência e pela aerodinâmica mais eficiente que a do modelo original. 15 dos 300 produzidos foram enviados ao Brasil.SLSAMGCoupeBlackSeries(2)No Mercedes SLS AMG Black Series o motor V8 6,2 litros gera 622 cavalos a 8000 rpm, contra os 583 cv do modelo padrão. Para isso ele teve modificações na admissão de ar, nos comandos de válvula e na refrigeração da água e do óleo do motor. A exemplo do SLS GT3 o Black Series tem rodas aro 19” e 20” na dianteira e traseira, respectivamente. Esconde atrás delas os freios carbocerâmicos, que são opcionais do SLS padrão.

A aerodinâmica é melhorada pelo splitter dianteiro, pelas saias laterais e pelo difusor traseiro, todos em fibra de carbono. Este último incorpora quatro saídas de escape feitas em titânio, que pesam apenas 17 kg, sendo assim 13 kg mais leves do que a versão standard. Por dentro há  assentos esportivos (15 kg mais leves), volante revestido em Alcantara, retiraram a central multimídia, retirando 6 kg e mais 8 kg foram perdidos ao adotarem bateria de lítio para dar partida no carro.

SLSAMGCoupeBlackSeries(6)Toda essa redução de peso fez o SLS AMG passar a ter 1.550 kg, ou 70 kg a menos que os regulares. Desta forma, ele chega aos 100 km/h 0,3 s mais rápido, em 3,5 segundos, e alcança a velocidade máxima de 315 km/h.

Fotos | Mercedes-Benz/Divulgação

Fotos | Mercedes-Benz/Divulgação