Untitled-21A JAC Motors lançou oficialmente nesta semana a linha 2014 dos modelos J3 e J3 Turin, embora ambos já estivessem sendo comercializados desde o início do mês (veja aqui). Os veículos receberam um amplo face-lift equanto a nova geração, prevista para 2015, não chega. Externamente, o fabricante alterou para-choques, grade, capô, faróis e rodas. A versão três volumes ganhou ainda novas lanternas e alterações na tampa do porta-malas, mas no irmão menor os dois itens em questão não foram alterados. Os preços são de R$ 35.990 para o hatch e R$ 37.990 para o sedã.

As mudanças também chegaram ao interior dos veículos. O painel foi redesenhado, inclusive no quadro de instrumentos, assim como o volante, o console central e as forrações das portas. O material predominante continua sendo o plástico, mas foram adotadas mais texturas e superfícies do tipo “black piano”. Os bancos, por sua vez, ganharam novos revestimentos.  Seguindo uma espécie de moda que chega até os segmentos de entrada, a JAC aproveitou para oferecer uma chave do tipo canivete para a linha J3.

Untitled-17MAIS NOVIDADES A linha 2014 chega apenas com o motor 1.4 VVT a gasolina, com 108 cv de potência a 6.000 rpm e 14,1 kgfm de torque a 4.500 rpm. O propulsor 1.5 flex de 125/127 cv e 15,5/15,7 kgfm que equipava a versão Sport não é mais oferecido, mas a JAC promete que ele voltará a partir de setembro. O modelo não será o único a receber a motorização de maior cilindrada: o compacto J2 também deverá ganhar uma configuração equipada com o bloco, ainda em 2013.

A JAC terá outras novidades ainda este ano. Nos próximos dois meses, deverá chegar ao mercado o monovolume J6 com resstilização nos mesmos moldes da que foi aplicada ao hatch e ao sedã (veja mais aqui). Também em 2013 deverá estrear por aqui a van T8, que na China recebe o nome de Refine (veja aqui). O modelo J5 também deverá ser retocado, mas apenas em 2014.

Untitled-12CAPÔ O Autos Segredos já avaliou o J3 hatch, antes da resstilização (veja aqui). Na época, descobrimos que era possível abrir o capô pelo lado de fora, pois o cabo que aciona o mecanismo de destravamento ficava exposto (veja aqui). Com os retoques visuais, foi adotada uma grade com trama, que impede o acesso ao referido cabo.

Embora tenhamos ficado de fora do evento de apresentação da linha 2014 à imprensa (pois a marca cortou relações conosco após revelarmos a falha), um jornalista, que é nosso amigo e cobria o lançamento para outro veículo de comunicação, verificou o modelo e confirmou a solução do problema. Trata-se de uma ótima notícia para o consumidor, porém vale ressaltar que a correção não foi imediata: chegou mais de dois anos depois do lançamento do J3 no Brasil e cerca de um ano e meio após a denúncia do Autos Segredos.

Fotos | JAC/Divulgação