Opm9Gy9_1600x1067

Henrique Rodriguez
Enviado especial

Buenos Aires, Argentina – Carro de imagem da Chevrolet no Brasil, o Chevrolet Camaro não ficará muito tempo desatualizado. O esportivo teve sua reestilização apresentada em abril, durante o Salão de Nova York, e sua chegada ao Brasil pode acontecer ainda este ano, mesmo que Jaime Ardilla, presidente da GM para o Brasil e toda a América do Sul, tenha o confirmado apenas para 2014 durante o Salão de Buenos Aires.

qT8Ocfa_1600x1067

O novo Camaro estará disponível para os argentinos em breve, eles ainda podem vir a receber o Corvette Stingray. Ardilla foi categórico ao negar a vinda do Corvette para o Brasil, e o motivo é simples: a qualidade das vias brasileiras. Sendo assim, o Camaro continuará sendo o único esportivo na gama da Chevrolet, porém de cara nova. As diferenças ficam por conta da dianteira, mais afilada, e da traseira que conta com novo conjunto óptico.

KA3hdxX_1600x1067

Ardilla deu um bom argumento para não vender o Corvette no Brasil: a qualidade das vias brasileiras. Sendo assim, o Camaro continuará sendo o único esportivo na gama da Chevrolet, porém de cara nova. A versão reestilizada do modelo teve seu lançamento confirmado para o início de 2014. As diferenças ficam por conta da dianteira, mais afilada, e da traseira que conta com novo conjunto óptico. O motor V8 de 6,2 litros do modelo também foi atualizado, e agora gera de 432 cavalos. No caso do Corvette, este motor tem injeção direta e 450 cavalos de potência, e por essa e outras questões técnicas tem a vantagem de ir de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundos.

IMG_68003

Uma novidade já disponível para os argentinos que nos interessa é o Cruze reestilizado. O Chevrolet Cruze brasileiro, fabricado em São Bernardo do Campo (SP), passa por reestilização nos próximos meses e ficará igual às unidades vendidas aqui na Argentina, que são importadas da Coreia do Sul. Além de novo para-choque e grade dianteira com frisos horizontais, o modelo receberá o sistema de entretenimento MyLink, que ocupará boa parte do console central com tela sensível ao toque de 7 polegadas. O motor continuará sendo o 1.8 Ecotec Flex de 144 cavalos, com opção de câmbio manual e automático, ambos de seis marchas.

IMG_68013

Como coadjuvante, surge o Onix RS, criado para comemorar os 85 anos do Centro de Design da GM no Michigan, EUA, e que se vale da boa aceitação do compacto tanto no mercado brasileiro como no argentino. Ardilla também negou qualquer possibilidade de levar à frente a ideia de um Onix esportivo.

Fotos | Henrique Rodriguez/Autos Segredos