Caminhão elétrico foi totalmente desenvolvido no Brasil

O Volkswagen e-Delivery é o primeiro caminhão leve 100% elétrico. O modelo desenvolvido no Brasil foi apresentado no Innovation Day realizado na Alemanha. O caminhão leve iniciará operação em frotas piloto no próximo ano.

Motor

O caminhão é equipado com o motor elétrico WEG AL160 que tem potência de 109 cv e torque de 50,27 kgfm. O propulsor trabalha em conjunto com a transmissão automática Allison. O motor é alimentado bancos de bateria de íon-lítio LiFePO4. A autonomia é de 200 quilômetros. O Volkswagen e-Delivery estará disponível nos modelos de 9 e 11 toneladas, conforme a necessidade do cliente.

“O e-Delivery representa um marco na história da Volkswagen Caminhões e Ônibus. Trata-se de uma plataforma totalmente nova, desenvolvida no Brasil, na busca de alternativas de mobilidade nas cidades. Ele insere, definitivamente, a engenharia brasileira na rota global de tecnologia”, afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN Latin America.

Recarga

O Volkswagen e-Delivery conta com duas opções de recarga. Uma delas é recarga de oportunidade rápida, em que é possível assegurar 30% da carga em apenas 15 minutos, e pode ser realizada várias vezes ao longo da rota do veículo para aumentar sua autonomia. A outra opção é a recarga lenta que atinge a carga máxima em três horas.

Plug-in

Segundo a Volkswagen Caminhões, no conceito plug-in, as baterias do caminhão são recarregadas por um carregador externo padrão CCS. Sua operação é bastante simples e amplamente difundida na indústria de elétricos.

Freios

O caminhão leve conta com um sistema de freios com três estágios de regeneração, que podem ser ajustados conforme a condição de carga ou preferência do motorista. De acordo com a Volkswagen Caminhões, o freio regenerativo atua antes do freio pneumático, para desacelerar o veículo, recuperando até 30% de energia durante a frenagem e utilizando a mesma para recarregar as baterias.

Sistemas

O sistemas auxiliares do Volkswagen e-Delivery como o compressor de ar, ar-condicionado, bomba de direção e de água são alimentados com motores elétricos independentes ao de tração, otimizando a capacidade de tração do motor principal. Já os eixos, suspensão, chassis, rodas e pneus seguem as características tradicionais e toda robustez da nova linha Delivery, compartilhando componentes comuns com a plataforma.

Fotos | Volkswagen/Divulgação