Aproveitando que boa parte dos jornalistas especializados brasileiros estão na Alemanha para a cobertura do Salão de Frankfurt (que abre as portas amanhã), a Chevrolet do Brasil resolveu fazer lá o lançamento do Chevrolet Cruze para não perder tempo, o que explica o modelo em exposição nas concessionárias desde a última semana. Os jornalistas não dirigiram as unidades brasileiras, mas tomaram conhecimento do preço; entre R$ 67.900 a R$ 78.900.

Não é uma pechincha, longe disso, mas a Chevrolet afirma que as versões fabricadas em São Caetano do Sul (SP) são das mais completas do mundo. Não justifica totalmente, mas o pacote de equipamentos o deixa no nível de seus concorrentes – leia-se: Corolla, Civic e Elantra. Aliás, sem Vectra, Astra e Corsa Sedan na jogada, há espaço – e muito – para um Cobalt equipado com o mesmo motor do Cruze, que foge à atual regra da marca no Brasil; é moderno.Importado da Hungria o motor 1.8 16v Flex que está escondido sob o capô do Cruze conta com duplo comando de válvulas variável e entrega 140 cv com gasolina a 144 cv com etanol, que também permite o torque máximo de 18,9 kgmf a 3.800 rpm. As duas opções de câmbio possuem seis marchas, tanto com a manual (austríaca) como na automática (mexicana). A Chevrolet espera que as versões sem pedal de embreagem correspondam a 90% das vendas.Segundo a Chevrolet, na versão manual o Cruze vai de 0 a 100 km/h em 10,8 segundos e atinge a velocidade máxima de 204 km/h, se abastecido com etanol, ou 11 segundos e 203 km/h com gasolina. Na versão automática os números pioram um pouco, como é de se esperar, levando 11,4 segundos para ir de 0 a 100 km/h e máxima de 197 km/h com etanol. Com gasolina, 11,7 segundos, mas os mesmos 197 km/h de máxima.O motor receberá grande parte das atenções, mas o Cruze também é espaçoso. Seus 4,60 metros de comprimento permitem um bom entreeixos de 2,68 metros, o que garante bom espaço para as pernas, e com 1,78 metros de largura deve acomodar bem até um 5° passageiro. A capacidade de 450 litros do porta-malas está na média. A Chevrolet espera vender 3 mil unidades do modelo por mês.

Versões e preços:

LT manual (código R7A): R$ 67.900

Faróis de neblina, regulagem de altura dos faróis, rodas de alumínio aro 17 de cinco lâminas, direção elétrica, ar digital com monitoramento de qualidade do ar, freios com ABS, EBD (distribuidor eletrônico de frenagem) e PBA (assistênte de frenagem de emergência), controles de tração e de estabilidade, airbags frontais e laterais, painel revestido de tecido, volante multimídia com piloto automático, conectividade USB e Bluetooth, entre outros.

LT automático (código R7C): R$ 69.900

Além de receber o câmbio automático recebe ainda sensor de chuva.

LT automático (código R7D): R$ 71.900

Acrescenta revestimento de couro preto.

LTZ (código R7E): R$ 78.900

Versão completa, traz rodas de liga leve com dez raios, interior e painéis revestidos de couro em dois tons (cinza e preto), tela de 7 polegadas para a central multimídia que engloba GPS e som premium; sensor de faróis, airbags de cortina, retrovisores com rebatimento elétrico e aquecimento, detalhes cromados e sistema keyless.

Com informações do Uol

Fotos | Chevrolet/divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter