InícioMarcasMitsubishiMitsubishi Outlander PHEV chegará no segundo semestre

Mitsubishi Outlander PHEV chegará no segundo semestre

- publicidade -
- publicidade -

Em sua quarta geração, Mitsubishi Outlander retorna ao Brasil como um híbrido plug-in para enfrentar os chineses GMW Haval H6 e BYD Song Plus

Mitsubishi trará de volta ao mercado, ainda este ano, seu utilitário médio Outlander. A vinda do SUV japonês já havia sido adiantada aqui no Autos Segredos e foi confirmada por Mauro Correia, presidente da HPE, que representa a montadora no Brasil.

Fabricado na Ásia, o híbrido foi apresentado mundialmente em 2021 e é feito sob a plataforma CMF-CD de origem Renault-Nissan-Mitsubishi. O grupo também utiliza a moderna base em outro SUV japonês, o Nissan X-Trail de última geração, que não deve chegar por aqui.

Design moderno e mais espaço para o Mitsubishi Outlander

Diferentemente do modelo vendido por aqui até o fim de 2022, que mantinha praticamente o mesmo desenho de quando foi lançado 10 anos antes, a nova geração do Mitsubishi Outlander incorpora linhas modernas em toda a sua extensão. O carro exibe com completa harmonia a identidade visual já empregada pela marca nas novas L200 e Pajero Sport, como o imponente conjunto óptico frontal em LED dividido em duas peças que se unem com um friso cromado.

De lado o que chama atenção são os traços retilíneos que dão robustez ao modelo, junto as novas rodas de 20 polegadas. A traseira também tem um ar mais sóbrio e conservador com suas finas lanternas que se dividem na tampa do porta-malas, que por sua vez pode levar até 478 litros. A novidade cresceu em relação ao seu antecessor e leva sempre sete pessoas. Agora o SUV esbanja 2.710 mm de entre eixos e mede totais 4.710 mm. Em comprimento, é maior que os futuros rivais Haval H6 (4.683 mm) e Song Plus (4.705 mm).

Propulsão híbrida aprimorada

Ainda que não tenha obtido grande sucesso, a geração anterior do Outlander já tinha sido ofertada por aqui com opção de motorização híbrida. Porém agora, como mais um benefício da aliança cuja Mitsubishi faz parte, a nova geração tem números expressivos que podem fazer frente aos atuais concorrentes no segmento. Como um PHEV, ou seja, híbrido recarregável, o novo Outlander tem um 2.4 a gasolina de 131 cv que trabalha em conjunto com outros dois motores elétricos de 113 cv e 134 cv de potência cada um.

Apesar da matemática básica sugerir, a potência total não pode ser medida apenas com a soma das potências de cada motor devido a fatores de calibração e sinergia operacional. O esperado é que ela se aproxime dos 300 cv, mas a marca só divulga que os dois elétricos juntos são capazes de render 252 cv, com torque combinado de 45,9 kgfm. Por si só o que é divulgado pode ser satisfatório, mas os números totais, com o trem de força a combustão auxiliando, só saberemos ao pisar fundo com o carro. A bateria também teve evolução e agora, com 20 kWh, dá ao Outlander uma autonomia de 87 km em modo elétrico na medição europeia WLTP.

Por dentro, outra revolução. Deixando de lado o padrão de layout e disposições de décadas passadas, o novo Mitsubishi Outlander está mais moderno e luxuoso, com console central elevado e saídas de ar que enfim conversam com o restante do painel. Além de um head-up display de última geração, o quadro de instrumentos é totalmente digital e tem 12,3 polegadas, enquanto a tela multimídia flutuante ao centro é de 9″.

Lá fora o Mitsubishi tem boa lista de equipamentos com ACC, assistente para engarrafamentos, alerta de colisão frontal com frenagem autônoma de emergência, alerta de ponto cego para o motorista, faróis adaptativos e leitor de placas de trânsito. Ainda não há previsão de preços para o Outlander PHEV no Brasil, mas é esperado que ele se posicione entre R$300 e R$350 mil reais.

Foto principal | Mitsubishi/Divulgação

Você conhece o canal do Autos Segredos no YouTube?

HPE Motores já testa a nova Mitsubishi L200 Triton no Brasil:

- publicidade -
- publicidade -

ARTIGOS RELACIONADOS

- publicidade -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SEGREDOS

- publicidade -