Com a reformulação da linha Chevrolet na América do Sul, as limitações do Agile vão ficando mais evidentes. Em relação ao design, o modelo mantém forte identidade com os irmãos mais novos. Mas quando o assunto é dirigibilidade, a coisa muda drasticamente de figura. Enquanto Cobalt, Sonic e Spin (projeção abaixo, veja mais informações aqui) compartilham a plataforma com o atual Corsa europeu, o hatch herdou a base de Celta, Prisma e Corsa Classic, pior em solidez, conforto de rodagem e estabilidade. A discrepância, contudo, não persistirá por muito mais tempo.

Segundo informação reveladas por Sergio Rocha, presidente da subsidiária da GM na Argentina, Uruguai e Paraguai, uma nova geração do Agile será produzida na fábrica de Rosario, na Argentina, a partir de 2015. A chegada ao mercado deverá acontecer no mesmo ano ou, no máximo, no começo de 2016. O executivo disse que uma plataforma global  será adotada, mas não revelou detalhes. Como a data de lançamento ainda está distante, o modelo atual passará por uma reestilização em 2013.

O executivo também anunciou um investimento de 150 milhões de dólares na planta de Rosário, que serão aplicados no ferramental para a produção do novo veículo. A quantia também será destinada à ampliação das instalações argentinas. Já a partir do próximo dia 31 de julho, será implantado na fábrica um novo turno de trabalho, que resultará na criação de 600 postos de trabalho.

Por fim, Rocha aproveitou para prometer seis lançamentos para o mercado argentino em 2012. Dois deles, Camaro e Cobalt, já foram lançados no Brasil. Os demais são S10, Sonic e as versões de cinco e sete lugares do monovolume Spin, que também darão as caras por aqui durante o ano.

Fonte | Argentina Autoblog
Foto | Chevrolet/Divulgação
Projeção | João Kleber Amaral/Garagem do João/Especial para o Autos Segredos

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter