Chevrolet Onix zera teste de impacto lateral do Latin NCAP

2336

O Latin NCAP divulgou nova rodada de seus testes de colisão. O Chevrolet Onix zerou no quesito de proteção do passageiro adulto e três estrelas quanto à proteção do passageiro criança conforme novo protocolo de avaliação de 2016.

Impacto lateral

Em 2016, o Latin NCAP inclui em seu programa um teste de impacto lateral como parte de seus protocolos, começando a testar alguns dos modelos mais vendidos que, desde 2014, já eram avaliados no impacto frontal.

O Chevrolet Onix é o terceiro produto avaliado pelo Latin NCAP que já realizou teste de impacto lateral no Fiat Palio, Peugeot 208. No teste, o Latin NCAP analisou os dados dos dummies (bonecos de teste) para os três modelos. O Chevrolet Onix foi o único que registrou valores que ultrapassam os limites biomecânicos permitidos para o peito no teste de colisão.

Segurança estrutural

Dos três modelos avaliados, o Fiat Palio teve o melhor desempenho estrutural em colisão lateral, seguido do Peugeot 208, que não conta com barras laterais nas portas na versão vendida do Brasil. Ambos teriam mostrado um melhor desempenho caso contassem com airbags laterais. Entretanto, o desempenho estrutural no impacto lateral mostrou um grande deslocamento (penetração) da coluna B, dentro do compartimento do passageiro, significativamente maior que nos outros dois veículos avaliados.


O instituto acredita que o resultado ruim se deve ao seu pobre desempenho estrutural. O Latin NCAP diz que a situação não mudaria nem mesmo incluindo airbags laterais. Para completar, a porta traseira do Onix se abriu no teste. O Latin NCAP afirma que a abertura da porta significa um alto risco para os ocupantes, especialmente crianças, bem como o fato de o modelo não ter cumprido com a regulação de proteção contra impacto lateral básica das Nações Unidas (UN95).

“É uma ofensa à inteligência do consumidor que a General Motors, que afirma que o Onix  é baseado numa plataforma global, não tenha tido êxito na versão avaliada pelo Latin NCAP. De acordo com os resultados do teste foi verificado que o carro não seria aprovado pela regulação da ONU (UN95), nem pela Norma Federal de Segurança Veicular dos EE.UU. (FMVSS214), aplicados na Europa e nos Estados Unidos respectivamente.

Chevrolet responde

Em nota, a Chevrolet afirma que o Onix cumpre integralmente com todos os requisitos locais de segurança dos mercados onde é vendido na América do Sul.

“A GM compartilha o objetivo de melhorar a segurança rodoviária em todo o mundo e busca a melhoria contínua da segurança dos veículos à medida em que novas tecnologias se tornem disponíveis.

A GM coloca o cliente no centro de tudo e anunciou em 2015 um investimento de bilhões de dólares para o desenvolvimento de uma família de veículos totalmente nova, respondendo à rápida mudança da demanda de clientes na América Latina e em outros mercados globais em crescimento.

A GM está sempre procurando formas melhores e mais inovadoras de atender às necessidades em constante evolução dos clientes globais e melhorar o desempenho em segurança. Por essa razão, lançamos recentemente o OnStar em todos os principais países da América do Sul.

O OnStar oferece serviços únicos de emergência que ajudam a fornecer uma resposta rápida e salvam vidas em acidentes de carro. O Onix é o único veículo da sua categoria a oferecer este tipo de tecnologia.

Combinado com airbags duplos e freios ABS com distribuição eletrônica de força de frenagem, acreditamos que o Onix é um dos veículos mais seguros em seu segmento, que é apenas uma das razões de ser o veículo mais vendido na América do Sul.”

Vídeos | Latin NCAP/Divulgação