A Nissan trabalha sua imagem para tentar se popularizar desde o ano passado. Desde deixar de importar seus carros mais caros às propagandas agressivas, o objetivo é perder a fama de carro importado para facilitar a vida do Nissan March no Brasil. O modelo será lançado no final de setembro e já teve informações sobre suas versões antecipadas pela marca.

Tratado como  “o primeiro carro popular japonês do Brasil”, o que não é verdade levando-se em consideração que tivemos o Suzuki Swift, fora os subcompactos Subaru Vivio e Dahiatsu Cuore, na década de 90, o March certamente terá destaque na mídia por desde a versão básica trazer duplo airbag, computador de bordo, ar quente e ajuste de altura do banco do motorista. E só.

A Nissan não divulgou preços, e continua afirmando que o compacto custará menos de R$ 30 mil na versão de entrada (que nem calotas tem). Valores obtidos entre sites e revistas variam entre R$ 27.900 a R$ 29.000. Para esta versão será oferecido o pacote Plus, composto de limpador, lavador,  desembaçador traseiro, regulagem interna dos espelhos retrovisores e calotas integrais, e o pacote conforto, com ar-condicionado, direção elétrica e volante com regulagem de altura. Porém freios ABS não aparecem na lista, mas é melhor esperar os detalhes definitivos.Na versão 1.0 S o Nissan March ainda contaria com os equipamentos dos dois pacotes, além de rádio e trio elétrico, com preço inferior a R$ 35 mil na configuração mais completa. Este motor é 1.0 16v flex da Renault, que no March gera 74 cv e 10 m.kgf com etanol. O compacto terá três anos de garantia e sete opções de cores: preto e branco lisos e prata, cinza, vermelho, laranja e azul entre as metálicas.Detalhes das versões 1.6 não foram divulgados pela marca.

Segundo o Uol Carros a segunda opção de motor deverá ser oferecida apenas no fim deste ano. No March 1.6 S os equipamentos são os mesmos da versão 1.0 homônima, com detalhes cromados como diferencial, custando cerca de R$ 36 mil. Na versão SV, de R$ 38 mil, são adcionados rodas de liga aro 15 e acionamento de portas e vidros a distância. A versão topo de linha, SR, se difere pelo visual esportivo (o que há de esportivo nesse desenho?), com direito a aerofólio traseiro, spoilers, ponteira cromada e rodas.

Com informações do Uol Carros

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter