Volkswagen e-Delivery é o primeiro caminhão elétrico desenvolvido e produzido no Brasil

A Volkswagen Caminhões e Ônibus mantém seu pioneirismo e apresenta ao mercado brasileiro, o e-Delivery, primeiro caminhão elétrico desenvolvido e produzido no Brasil. O caminhão da VWCO foi testado pela engenharia da marca e também em condições reais de uso com transportadores.  O e-Delivery chega ao mercado brasileiro nas configurações para 11 e 14 toneladas. Mas o Autos Segredos adianta que a marca tem na manga uma versão já homologada para 17 toneladas.

Preços chegam perto de R$ 1 milhão

Para a configuração de entrada configuração 4×2 de 11 toneladas e autonomia de 110 quilômetros com pack de três baterias, o valor fica em R$ 780 mil.

Já a opção mais completa para 14 toneladas na configuração 6×2, com seis packs de bateria e 250 quilômetros de autonomia, o valor fica casa dos R$ 980 mil.

O projeto do caminhão elétrico da VWCO é resultado do aporte de R$ 150 milhões. No total, o time envolvido no desenvolvimento do modelo era foram por 150 engenheiros e técnicos brasileiros. Foram mais de 400 mil quilômetros em testes de rodagem com o e-Delivery.

“O futuro chegou. Mais do que vender produtos ou soluções em serviços, nosso propósito é unir o transporte de pessoas e bens ao uso de energias cada vez mais renováveis e limpas. É o que temos feito ao longo da nossa história de 40 anos, pesquisando diferentes matrizes energéticas, respeitando o meio ambiente e construindo um legado para a sociedade. E que agora culmina na chegada do e-Delivery”, comemora Roberto Cortes, presidente e CEO da montadora.

Consultoria comercial

Segundo a VWCO, o e-Delivery 11 e 14 toneladas contam importantes sistemas de inteligência e chegam às concessionárias com consultoria comercial, novos planos de manutenção Volks|Total e-Prev e e-Prime, além de uma estrutura de serviços e pós-vendas Volks|Care, especialmente criados para assegurar a disponibilidade do veículo e reduzir seu custo operacional.

VWCO e-Delivery 11 toneladas 4×2

O e-Delivery 11 toneladas 4×2 vem equipado com motor de 300kW com torque máximo de 219,2 kgfm desde a rotação zero. Equipado com suspensão pneumática de série, atende às mais variadas aplicações urbanas e conta com seis módulos de bateria ou, opcionalmente, três módulos, de acordo com a autonomia necessária à operação.

O caminhão mais leve da gama elétrica tem peso bruto total de 10.700 kg e sua capacidade máxima de carga útil, somada à carroceria, chega a 6.320 kg.

VWCO e-Delivery 14 toneladas 6×2

Já o e-Delivery 14 toneladas 6×2 recebeu calibração para operações severas. O motor é o mesmo da configuração de 11 toneladas entregando 300kW e 219,2 kgfm de torque desde as primeiras rotações. A VWCO afirma que a suspensão pneumática permite suspender um dos eixos para gerar ainda mais economia na operação. Também é bastante versátil em suas aplicações e pode receber seis ou três módulos de bateria conforme o desejo do cliente.

A configuração para 14 toneladas tem peso bruto total de 14.300 kg e sua capacidade máxima de carga útil, somada à carroceria, chega a 9.055 kg, a maior de sua categoria em elétricos do Brasil.

Vendas já começaram

Além do lançamento, a VWCO começa a vender o e-Delivery hoje (13/7) em concessionários autorizados nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Vinte unidades do caminhão elétrico para 14 toneladas já foram comercializadas com a Coca-Cola FEMSA Brasil. Elas entrarão em operação até o fim deste ano.

Sistemas do VWCO e-Delivery

A VWCO diz que são vários os sistemas inteligentes por trás da operação que trocam informações entre si quase instantaneamente. A atividade desses componentes começa assim que o motorista liga o veículo e o comando chega à central de controle, que interpreta a mensagem de que é preciso ativar a bateria de alta tensão para o e-Delivery começar a rodar.

Os dados são compartilhados com o sistema de gerenciamento da bateria, que funciona como um guardião e controla seu ritmo de operação. Daí a energia segue para a central de distribuição, que a compartilha com todos os demais componentes de alta tensão, como o inversor de tração do motor elétrico, que é responsável pelo comando de potência e torque do veículo.

Quando o motor entra em ação, a força dele no e-Delivery vai diretamente para o cardã, que distribui para o eixo trativo do caminhão, sem uso de transmissão. A partir desse momento, é como em qualquer caminhão: as rodas do e-Delivery começam a girar e o veículo elétrico inicia sua operação. Parece um longo caminho, mas tudo acontece de forma imediata e com muita inteligência para a máxima eficiência.

Com mais de 96% de eficiência energética, o motor de tração do e-Delivery dispõe seu torque máximo já em baixas rotações. Oferece até 300 kW de potência e dispensa o uso de transmissão devido a seu alto torque transmitido de forma imediata ao eixo trativo. De acordo com sua configuração, o caminhão elétrico da VW pode partir em rampas de até 28% sem qualquer dificuldade. A mesma força que dispõe para acelerar se reflete na frenagem de regeneração.

Pacotes de baterias

O VWCO e-Delivery tem opção de três ou seis pacotes de bateria. Dependendo da configuração e aplicação, o caminhão tem autonomia de até 250 quilômetros. Já o freio regenerativo de três estágios pode aproveitar até 40% da energia gasta para desacelerar. Essa solução foi construída em linha com condições reais de operações urbanas.

VEJA TAMBÉM:

Por trás dessa energia, estão baterias de íons de lítio com design otimizado para que os conjuntos fiquem mais leves ao mesmo tempo que oferecem uma das melhores densidades de energia do mercado. Além disso, são livres de níquel, cobalto e manganês, sendo a opção mais sustentável.

Recarga

A VWCO afirma que o e-Delivery suporta uma recarga em corrente contínua de até 150 kW de potência, bem acima da maioria das opções disponíveis no mercado, o que reduz significativamente o tempo do veículo parado nas estações de carregamento e aumenta a disponibilidade ao usuário. Para a operação, o padrão de tomada é internacional, o CCS-2, seguido também pelo mercado europeu e pela maioria das montadoras de veículos elétricos.

Para tornar a experiência do cliente a melhor possível, a VWCO e seus parceiros vão prestar uma verdadeira consultoria quando o assunto é infraestrutura para eletrificação, que irá desde a especificação dos carregadores testados e aprovados pela montadora até a integração com fontes renováveis de energia, podendo tornar a frota do cliente 100% alimentada por energia limpa.

O novo VW e-Delivery conta com cerca de 100 sensores e novos controles eletrônicos para tornar o veículo ainda mais eficiente. A novidade carrega em si tecnologia de ponta com os mais refinados sistemas de inteligência a bordo. As soluções variam desde a regeneração da energia de frenagem a comandos mais eficazes para o ar-condicionado. Seja de forma automática ou por escolha do condutor, o e-Delivery opera sempre em sua máxima eficiência.

Outro diferencial é o Eco-Drive Mode, acionado pelo motorista quando necessita economizar bateria. Com esse comando, o veículo ajusta automaticamente sua performance na operação, entregando somente o necessário e aumentando sua autonomia.

A inteligência do veículo vai além: o e-Delivery vem equipado de série com inclinômetro, um sensor de inclinação que analisa a condição topográfica e envia a mensagem para o motor, tudo de forma automática. Em conjunto com o sistema auxiliar de partida em rampa (HSA), torna-se o sonho de qualquer motorista. O caminhão tem força e potência suficientes para partir em aclives de até 28% sem qualquer dificuldade.

Painel VW e-Delivery
Foto | Volkswagen/Divulgação

Na parte de segurança, o e-Delivery é equipado com o controle automático de tração (conhecido como ATC, da sigla em inglês). Sensores eletrônicos monitoram constantemente a trajetória do veículo e indicam qualquer potencial redução na aderência dos pneus ao solo para ativar automaticamente os freios de roda e ajustar o torque do motor até que se recupere o atrito e o controle do movimento. O veículo passa a contar ainda com sensor de ABS no eixo auxiliar com válvula moduladora de pressão para melhor distribuição da frenagem.

O conforto na cabine também é gerenciado por sistemas inteligentes. Os sistemas de ar condicionado e aquecedor são independentes e com desempenho otimizado. O cuidado chega no detalhe: novos silenciadores foram instalados em todas as válvulas de freio para diminuir ruído.

Um grande diferencial do e-Delivery está em seu sistema de direção, com segurança extra assegurada com a adoção de uma bomba hidráulica dupla, que opera em redundância e garante a condução normal mesmo em caso de falha de um dos equipamentos. E a atenção já está no futuro também: para aqueles países em que a legislação requer, o e-Delivery já vem equipado com sistema para emitir som similar ao do caminhão diesel com a função de alertar pessoas próximas da presença do veículo. Pode ser desativado em regiões de restrição de ruído, como áreas hospitalares.

O e-Delivery traz consigo todas as vantagens da cabine da linha Delivery, a mais moderna do mercado, e agrega facilidades para operação de um veículo elétrico. As funções de partida, por exemplo, são muito similares a da versão diesel, tudo para minimizar a diferença de condução ao usuário.

O motorista vai estar a bordo da cabine com o melhor espaço interno da categoria, ao mesmo tempo em que, de maneira simples e ágil, visualiza todas as informações necessárias para dirigir o caminhão elétrico da VW. No painel, ele encontra um visual customizado, com dados de autonomia, consumo instantâneo, potência do veículo disponível e indicador dos níveis de regeneração com chave seletora, entre outros.

e-Fleet para gerenciar o e-Delivery

Entre os serviços disponíveis para o VW e-Delivery está o RIO e-Fleet, o primeiro serviço de conectividade para a gestão de veículo elétrico. O e-Fleet é o novo aplicativo do RIO – a marca de soluções digitais de logística do Grupo TRATON – em que o cliente poderá gerenciar toda a sua frota de caminhões VW e-Delivery.