Equinox 1.5 Midnight tem desempenho convincente com motor 1.5 turbo a gasolina, de 172 cv, suspensão bem calibrada, muitos itens de conforto e conveniência. Leia o teste

Por Paulo Eduardo

A febre dos SUV’s veio antes da pandemia do coronavírus e mudou o mundo do automóvel. Atualmente, carroceria mais desejada em todo o mundo é essa. Equinox 1.5 Midnight 4×2, somente tração dianteira, está mais voltada para o asfalto pela menor altura em relação solo. Carroceria totalmente pintada na cor preta, incluindo rodas e a gravata símbolo da marca. Equinox tem linhas bonitas e chama a atenção. Importado do México, não bebe álcool. Aceita somente gasolina.

Interior totalmente escuro fica mais austero. Acabamento caprichado na aparência dos materiais, encaixes e arremates. Destoam as pontas de parafuso aparentes nos encaixes das dobradiças das portas com a carroceria. Cabine bem iluminada até no porta-objetos entre os bancos dianteiros. Economia de palito é porta-luvas sem luz. Comandos bem posicionados com ergonomia correta.

Acesso é bom

Acesso normal aos bancos dianteiros e ao traseiro. O do motorista conta com regulagens elétricas, inclusive a lombar que mantém postura correta. Desconforto são os assentos curtos. Volante agrupa poucos comandos: áudio, computador, telefone e controle de velocidade. Revestimento liso provoca deslize acidental, mas tem boa pega. Buzina dura. Outro deslize em ergonomia é revestimento dos bancos em material sintético, que não transpira.

Quadro de instrumentos analógico bem legível e bonito, com informações do computador ao centro. Tela multimídia integrada ao painel com navegação nativa, mas não acusa radar. Há compatibilidade com Android Auto e Apple Car Play, além do tradicional serviço de telemática On Star. Ar-condicionado com regulagem individual para motorista e passageiro.

Dois adultos atrás

Banco traseiro acomoda dois adultos com conforto e é bom o espaço para pernas e cabeça. Turma de trás conta com saída de ar-condicionado, entrada USB e tomada 12 volts. Porta-malas enorme (468 litros) com mais 79 litros entre a cobertura e o estepe. Porém, capacidade de carga (passageiros e bagagem) é de apenas 384 quilos. Deve-se ficar atento para não ultrapassar esse valor e rodar com sobrecarga, que compromete funcionamento correto do veículo. Pega de fechamento da tampa somente no lado direito dificulta para canhoto.

Retrovisores enormes, com rebatimento elétrico, têm bom campo de visão. Porém, estão posicionados acima da linha superior da porta impedindo visualização da via na conversão à direita. Isso não ocorreria se estivessem mais embaixo. Câmera de ré tem imagem muito bem definida e auxilia nas manobras. Diâmetro de giro grande (12,7 metros) requer mais manobras em espaço curto.

Motor agrada

Desempenho do motor 1.5 turbo fica aquém do esportivo 2.0, mas é muito bom tanto em aceleração quanto nas retomadas, tornando muito seguras as ultrapassagens. Usa corrente de distribuição em vez de correia dentada. São bons os valores de torque e potência. Relação peso/potência de 9 kg/cv é baixa, indicando bom desempenho. Motor tem boa elasticidade e reação quase imediata ao comando no acelerador. Isolamento acústico no compartimento do motor abafa os ruídos na cabine.

LEIA TAMBÉM:

Direção bem calibrada em baixa e alta sem, no entanto, passar sensação de aderência. Freios param bem em emergência, com frente abaixando pouco. Faróis de xenônio, com regulagem elétrica de altura do facho, iluminam bem. São eficientes limpadores e lavadores dos vidros.

Câmbio é bem ajustado

Câmbio automático de seis marchas está bem afinado com o motor. Trocas rápidas, sem trancos, mas nem sempre ocorre redução em descida. Deve-se mudar da letra D para a L, quando há redução para a marcha inferior. Entretanto, o uso prolongado na letra L pode provocar aquecimento mesmo com trocas manuais das marchas por comandos na alavanca.  

Suspensão traseira multilink é confortável, mas conjunto pesado das rodas enormes aro 19 e pneus muito largos (235) do Equinox 1.5 Midnight provoca desconforto sobre ondulações e remendos de asfalto. Conjunto sobe e desce pesadamente. Movimentos da carroceria são moderados na curva.

Lista farta de itens de série

Chevrolet Equinox 1.5 Midnight está equipado com muitos itens de segurança (seis airbags, controles de tração e estabilidade, entre muitos outros) e conforto (acendimento automático de faróis, ar-condicionado com regulagem individual de temperatura, chave presencial, sensor crepuscular, entre outros). Garantia é de três anos. Preço: R$ 132.990.

Ficha técnica Equinox 1.5 Midnight

Motor
De quatro cilindros em linha, 1.490 cm³ de cilindrada, turbo, gasolina, de 172cv de potência máxima a 5.600 rpm e torque máximo de 27,8 kgfm a 4.500 rpm

Transmissão
Tração dianteira e câmbio automático de seis marchas

Direção
Tipo pinhão e cremalheira com assistência elétrica; diâmetro de giro, 12,7 metros

Freios
Disco ventilado na dianteira; disco sólido na traseira

Suspensão
Dianteira, independente, do tipo McPherson, com barra estabilizadora; traseira, multilink; altura do solo, não informada

Rodas/pneus
7,5×19” de liga leve /235/50R19

Peso (kg)
1.551

Carga útil (passageiros+ bagagem)
384 quilos

Dimensões (metro)
Comprimento, 4,65; largura, 1,84; altura, 1,69; distância entre-eixos, 2,72

Capacidades (litros) – porta-malas, 468 + 79 sob a tampa; tanque, 59; ângulos de ataque/saída, não informados 

Desempenho
Velocidade máxima, não informada; aceleração até 100 km/h, 9,2 segundos

Consumo (km/l)
Urbano, 9,1; estrada, 10,8

Siga nossas redes sociais

Fique por dentro das novidades.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.