O Volkswagen sedan, conhecido popularmente como Fusca, certamente é o carro que mais mexe com o imaginário das pessoas em todo o planeta. Não é por acaso, pois trata-se do produto mais bem sucedido da indústria automobilística  mundial, com mais de 21 milhões de exemplares comercializados nos cinco continentes.

Algumas pessoas podem argumentar que modelos como Corolla e Golf já o ultrapassaram no total de unidades vendidas. É verdade, mas há de se salientar que esses veículos já tiveram várias gerações lançadas no mercado e passaram completas, desde o motor até a plataforma. Assim sendo, carregam só o nome de seus antecessores. O Fusca, ao contrário, sempre permaneceu fiel ao projeto original, apesar da aplicação de incontáveis aperfeiçoamentos.

Tamanho apelo popular rendeu até um dia mundial ao Fusca, comemorado em 22 de junho. A data foi escolhida porque coincide com o dia em que o projeto desenvolvido por Ferdnand Porsche foi aprovado para produção, no ano de 1934. Quem deu o aval? Adolf Hitler, que queria um automóvel popular para motorizar a Alemanha.

Apesar da triste ligação com o nazismo, o modelo não chegou a atingir o objetivo do regime, pois a produção só começou pra valer em 1945, após o término da guerra e a derrota do terceiro reich. Antes do conflito, apenas algumas unidades foram fabricadas.

Nas décadas seguintes, o Fusca foi conquistando motoristas de vários países. No Brasil, o carrinho foi muito bem acolhido, sendo produzido ininterruptamente de 1959 até 1986. A Volkswagen ainda chegou a retomar a fabricação entre 1993 e 1996, quando o modelo deixou definitivamente o mercado nacional.

O último país a tirar o modelo de linha foi o México, já após a virada do século, em 2003. Atualmente, a Volkswagen já produz a segunda geração do Beetle, cujo design foi feito com base no Fusca. Mas as semelhanças ficam só nas formas da carroceria, pois o projeto em nada lembra o besouro original no que diz respeito à concepção e à mecânica.

O dia do Fusca foi comemorado em várias cidades ao redor do planeta. No Brasil não foi diferente. Houve encontros e carreatas em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e em várias outras capitais do país. O carisma do carrinho é tamanha que há também uma data nacional dedicada a ele, comemorada em 20 de janeiro.

Fotos | Volkswagen/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter