Austin-HealeyA Editora Alaúde lança mais um livro dedicado a história dos automóveis. Quem conta a história do Austin-Healey é o advogado Bill Piggot. São 160 páginas ilustradas com inúmeras fotografias de época e outras produzidas em estúdio. No livro Austin-Healey – A história de um clássico britânico, Piggott conta em detalhes sobre o encontro entre Donald Healey, um experiente engenheiro, vendedor e famoso piloto de rali, e Leonard Lord, diretor da Austin, no Salão do Automóvel de Londres, em 1952.

Segundo o autor no dia do encontro, Healey realizou seu sonho, apresentando o arrojado protótipo do modelo esporte Healey 100 ao público. A novidade encheu os olhos de Lord e resultou em uma parceria que proporcionou ganho de escala para a produção em série do carro, que também se revelaria um sucesso de vendas.

 “O salão de Earls Court daquele ano já mostrava as novas tendências: os carros de cores pesadas, como cinza e preto, davam lugar a novos modelos em tons mais alegres, e entre eles estava o Healey 100, que logo viria a se tornar o Austin-Healey. Esse belo carro foi durante anos um clássico do segmento de modelos esporte de preço intermediário. Além de bonito, era rápido, prático e, acima de tudo, acessível – até mesmo à classe média”.

Austin-Healey_1O modelo foi fabricado durante quinze anos. Também conhecido como “Big Healey” foi produzido em três versões básicas, que sintetizavam o espírito dos carros esporte britânicos da época – os modelos 100 de quatro cilindros, o 100-Six de seis cilindros e o 3000, com motor de três litros. A obra não deixa de mencionar as versões de corrida 100S e as principais vitórias nas pistas conquistadas por este ícone do automobilismo.

 Ao todo foram produzidas 70 mil unidades do modelo que foram fabricadas entre 1953 e 1967. O modelo acabou saindo de linha devido ao endurecimento das normas americanas antipoluição e de segurança.

Para mais informações, acesse www.alaude.com.br.

FICHA TÉCNICA
  • Título: Austin-Healey – A história de um clássico britânico
  • Autor: Bill Piggott
  • Tradutor: Luiz M. Leitão da Cunha
  • Formato: 25 x 25 cm
  • Nº de Páginas: 160
  • Edição: 1ª, 2016
  • Acabamento: capa dura com sobrecapa, miolo colorido
  • ISBN: 978-85-7881-345-1
  • Preço: R$ 82

Fotos | Editora Alaúde/Divulgação