Qual motorista nunca se incomodou com os faróis de xenon de carros vindo no sentido oposto? Dependendo da situação, até ofusca sua vista e você fica cego por uns momentos. Para o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) estes faróis, quando não originais, podem provocar um acidente. A resolução  384, que entrou em vigor na última terça-feira vem resolver este problema.A medida proibe a instalação dos “kits” de faróis de xenon em veículos no aftermarket. Até o momento, era permitido realizar a instalação de tal equipamento, desde que o veículo passasse por uma inspeção e recebesse um Certificado de Segurança Veicular (CSV). Quem infringir a resolução está sujeito a uma multa no valor de R$ 127,69, além do acréscimo de cinco pontos na CNH.

Donos de carros que já possuíam o sistema regularizado, poderão manter os faróis de xenon. Esse tipo de faról fica permitido apenas se vierem de fábrica, o que significa que o carro possui projetores, lavador e regulagem automática de altura do facho.  Em 2009 a regra já havia sido colocada em prática, mas foi liberada em seguida.