Renault Kwid terá motor 1.0 de três cilindros

O Renault Kwid de produção tem as primeiras fotos oficiais divulgadas e a confirmação que o o modelo será lançado no dia 9 de junho no Salão de Buenos Aires. O hatch será fabricado em São José dos Pinhais (PR) e será comercializado na América Latina.

Um dos artifícios para deixar o Kwid “altinho” são as rodas de 17 polegadas

No curto comunicado divulgado pela marca francesa, ela afirma que o Kwid é um SUV compacto urbano que chega para redefinir os conceitos de um carro compacto. As fotos são da versão topo de linha. Para deixar o Kwid alto, a marca colocou rodas de aro de 17 calçadas com com pneu 205/45 R17.

Vendas

O lançamento oficial ocorrerá em junho e de acordo com o apurado por nossa reportagem junto às revendas da marca, as primeiras unidades do modelo serão entregues em julho, quando de fato já terão unidades do modelo nos showroons.

Comandos do vidros elétricos estão instalados no painel

Airbags

O Renault Kwid será o primeiro hatch compacto do mercado nacional a vir de série com airbags laterais, além dos obrigatórios frontais. A exemplo de Logan e Sandero equipados com câmbio automatizado, o Kwid com transmissão Easy’R virá equipado com controles de tração e estabilidade.

Motor

O motor 1.0 SCe tem potência de 79cv e torque de 10,2kgfm quando abastecido com gasolina e 82cv e torque de 10,5kgfm com etanol no tanque. O câmbio é o manual de cinco velocidades. O compacto também terá versões equipadas com a transmissão automatizada Easy’R.

Pneu do Kwid terá medidas 205/45 e rodas de 17 polegadas

Interior

O Renault Kwid terá somente vidros manuais na porta-traseira, cintos de três pontos somente para os ocupantes das extremidades, já os apoios de cabeça traseiros serão do tipo virgula para os três passageiros. Outros detalhes são os bancos dianteiros que tem o encosto inteiriços com apoio de cabeça integrado, os comandos dos vidros elétricos estão instalados no painel.

Plataforma

O Kwid fabricado no Brasil usa uma nova plataforma mundial da Aliança Renault-Nissan, conhecida como CMF-A, com cerca de 80% do seu conteúdo composto por peças novas, desenvolvidas pela Renault Tecnologia Américas.

Fotos | Renault/Divulgação