O Ministério da Fazenda anunciou no último sábado que o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) de automóveis e comerciais leves permanecerá com alíquota reduzida até o final de 2013. Desta forma, o aumento parcial da alíquota que valeria a partir de hoje foi cancelado.

Usando a alíquota para veículos de até 1.000 cilindradas como exemplo, esta passaria hoje de de 2% para 3,5%, e em julho voltaria ao valor original, de 7%. O governo, no entanto, decidiu manter o imposto em 2% para esta categoria até o final deste ano. E alguém duvida que na última semana deste ano devem anunciar outra prorrogação para evitar a já tradicional queda nas vendas nos primeiros meses do ano?

Para os carros flex de 1.000 a 2.000 cilindradas, a alíquota do IPI permanecerá nos atuais 7% para os veículos flex e 8% para gasolina. Para veículos acima de 2.000 cilindradas, a alíquota permanece inalterada em 25% para os veículos a gasolina e em 18% para os carros flex. Já para caminhões, a alíquota permanece em zero.

Também foi prorrogada a alíquota de 2% de IPI até 31 de dezembro para veículos comerciais leves. A alíquota original nesse segmento é de 8%.

O efeito imediato disso deve ser visto nos preços de lançamentos que só chegam este mês às lojas, como Peugeot 208 e Hyundai HB20S, por exemplo, que tiveram seus valores estabelecidos considerando o aumento gradual do IPI que valeria a partir de hoje (1). Deve vir uma ligeira redução por aí…

Foto | Hyundai/Divulgação