c3_latin_ncapO Latin NCAP divulgou nova bateria de testes e o único modelo comercializado no Brasil é o Citroën C3 que é produzido em Resende (RJ). O hatch obteve apertadamente classificação quatro estrelas para a proteção do passageiro adulto e apenas duas estrelas para a proteção do passageiro criança. Além dele o Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina e o Caribe (Latin NCAP) avaliou o Seat Leon ST e Nissan Tiida produzidos no México. Segundo o instituto a estrutura do veículo foi considerada instável; contudo, os airbags frontais proporcionaram um nível adequado de proteção para o passageiro adulto. Foi considerado um rendimento aceitável.


redirect_auto.phpAinda de acordo com o Latin NCAP o equipamento de segurança básico do C3 contém menos especificações que sua versão básica europeia. Airbags laterais, ISOFIX e o interruptor para desativar o airbag do acompanhante não estão disponíveis na versão do equipamento básico para América Latina e o Caribe. O Latin NCAP estimula o fabricante a continuar melhorando o C3.

Com o apoio da Bloomberg Philanthropies para realização dos testes, o Latin NCAP continua impulsionando a melhora dos níveis de proteção dos ocupantes adultos e crianças que, em muitos países, ainda estão abaixo dos padrões mínimos de segurança defendidos pelas Nações Unidas.

O Latin NCAP comunica que apresentará mais resultados em julho, setembro, novembro e dezembro. Além de receber o apoio do Global NCAP, do International Consumers Research & Testing (ICRT) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), neste ano, o Latin NCAP também conta com o suporte da Iniciativa Mundial de Segurança Viária Bloomberg Philanthropies.

Fotos | Latin NCAP/Divulgação