Nesta segunda-feira (12 de novembro), a Kia convocou 820 unidades do Mohave para um recall no Brasil. Uma falha no sistema de desarmamento dos pedais pode fazer com que o conjunto, projetado para ceder em caso de acidentes graves, para proteger o motorista, seja ativado em colisões leves. Assim sendo , mesmo que a batida, por si só, seja insuficiente para impedir o veículo de continuar circulando, o sistema de freios não poderia mais ser acionado.

O problema é que a Kia não especificou o defeito no material de divulgação do recall do Mohave, dizendo apenas que “algumas unidades deste modelo podem apresentar falhas no material do conjunto do pedal de freio”. O Procon notificou a empresa, pois o comunicado não trazia informações sobre os riscos aos quais os proprietários do veículo estão sujeitos. Por fim, a campanha não mencionava telefones ou o site para que os consumidores pudessem entrar em contato e citava de modo incorreto os números dos chassis envolvidos: do KNA——-022394 ao KNA——-045892. A legislação estabelece que apenas os últimos dígitos sejam destacados.

O Procon deu um prazo até hoje, 14 de novembro, para que a Kia corrigisse o comunicado. No site da marca no Brasil (www.kiamotors.com.br), já consta um texto mais completo, com todas as informações exigidas pelo órgão, além de uma nota alertando para que apenas os seis últimos dígitos sejam observados. Os proprietários dos veículos relacionados já podem agendar o serviço em toda a rede autorizada, para a substituição gratuita do componente defeituoso.

Foto | Kia/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter

Curta o Autos Segredos no Facebook!