InícioMarcasCitroënCitroën Xantia completa 30 anos

Citroën Xantia completa 30 anos

- publicidade -
- publicidade -

Sedã da marca francesa registrou mais de 1 milhão de unidades produzidas entre 1993 e 2002 na Europa

Lançado no Salão do Automóvel de Genebra, em março de 1993, Citroën Xantia celebra seu 30º aniversário. Entre 1993 e 2002, o sedã registrou 1.326.259 unidades, das quais o maior volume ficou a cargo da fábrica de Rennes–la-Janais, na França. Entre 2001 e 2010, o Xantia também foi produzido sob licença no Irã pela fabricante Sapia. 

O sedã teve suas linhas finalizadas por Daniel Abramson no centro de estilo Citroën, a partir da proposta do centro de estilo italiano Bertone. O Citroën  Xantia chegou ao mercado para suceder o BX dos anos 80 resgatando algumas linhas do XM estabelecendo uma nova silhueta na linha Citroën. O belo desenho do sedã o levou a ser eleito o melhor carro do ano em 1993.

VEJA TAMBÉM:

Nos nove anos em que foi fabricado, o Citroën Xantia recebeu várias atualizações. Ele foi lançado nas versões (SX e VSX) com três opções de motores. As versões topo de linha eram equipadas com o sistema hidropneumático Hydractive II, sistema de suspensão controlado eletronicamente, que permite reduzir o rolamento e melhorar a dirigibilidade sem deixar o conforto de lado. Em 1994, foi lançada a versão Activa, incorporando o sistema Hydractive II, complementado por dois cilindros que evitam que o rolamento ultrapasse 0,5°, elevando para 10 o número a bordo dos compartimentos esféricos que acumulam o fluido do sistema.

Até mesmo pneus específicos chegaram a ser desenvolvidos para o Xantia em parceria da Citroën com a Michelin. Quatro anos depois de seu lançamento, o sedã foi reestilizado em 1997. Já em 1998, o Xantia estreou pelo Grupo PSA o motor diesel 2.0 HDi, com injeção de diesel de alta pressão.

Por dentro, os donos do Xantia contavam com uma tapeçaria e bancos que se tornaram uma verdadeira assinatura do sedã e dos modelos que o sucederam. 

A tecnologia Hydractive II alia o poder da hidráulica e a velocidade da eletrônica, o que simboliza a diferença do Xantia. Sua suspensão hidropneumática é equipada com uma esfera adicional por eixo, que pode ser ativada por meio de válvulas solenóides integradas ao circuito normal com uma esfera por roda. Isso permite definir dois estados de flexibilidade e amortecimento da suspensão: uma flexível e uma esportiva. Os sensores permitem que o computador escolha entre os dois modos, dependendo da situação de condução. Em ambos os casos, essa tecnologia permite que motoristas e passageiros viajem com muito mais conforto.

Autos Segredos no YouTube

Peugeot 208 2024 terá motor 1.0 Turbo Flex:

Fique por dentro das novidades.

Não fazemos spam! Leia nossa política de privacidade para mais informações.

- publicidade -
- publicidade -

ARTIGOS RELACIONADOS

- publicidade -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SEGREDOS

- publicidade -