A fábrica da PSA em El Palomar, na Região Metropolitana de Buenos Aires, começa a produzir o 308 em escala industrial a partir de hoje, 17. A cerimônia de lançamento industrial teve a presença de Carlos Gomes, Presidente Brasil e América Latina da Peugeot-Citroën, e de Cristina Kirchner, Presidente da Argentina. O hatch será comercializado a partir do início do ano que vem, no país de origem e no Brasil. Gradualmente, outros mercados da América do Sul receberão o modelo.

Segundo a marca do leão, o desenvolvimento e a produção do novo hatch consumiram dois anos de trabalho e aproximadamente € 120 milhões. A Peugeot informa também que grande parte dos componentes é produzida nos países do Mercosul e que foram realizadas mais de 88 mil horas de capacitação com os funcionários da empresa.

Conforme antecipado pelo Autos Segredos (veja aqui), o 308 argentino é basicamente o mesmo veículo que a Peugeot comercializa na Europa, mas recebeu alguns pequenos detalhes de estilo próprios, como o emblema da marca, que dispensa a moldura plástica e passa a ser fixado diretamente na lataria. O capô exibe vincos ligeiramente mais suaves, enquanto os retrovisores externos são compartilhados com o seda 408.

Na parte mecânica, deverão permanecer os conhecidos motores 1.6 16V  e 2.0 16V que equipavam o já fora de linha 307. Porém, o de menor cilindrada receberá algumas atualizações, entre as quais um comando de válvulas variável.  A novidade ficará por conta do propulsor 1.6 THP de 163 cavalos e 24,4 mkgf, que é esperado para equipar uma versão esportiva.

Fotos | Peugeot/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter