Toyota Hilux reestilizada tem patente registrada no Brasil

2069
Toyota Hilux
Foto | Reprodução/INPI

Lançada no fim de 2015, a nova geração Toyota Hilux já ganhou reestilização em outros mercados. Por qui, a marca já começa a trabalhar no primeiro facelift da picape. O fabricante já registrou no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) patentes do modelo reestilizado. A expectativa é que Toyota Hilux de visual renovado apareça no Salão do Automóvel de São Paulo.

Toyota Hilux 2019
Foto | Toyota/Divulgação

Visual

A reestilização da Toyota Hilux é mais notada na dianteira. Os faróis principais mantém o mesmo formato do modelo atual. Já o para-choque foi todo redesenhado ganhando nova grade frontal ladeada por uma moldura cromada. A peça tem o fundo em formato de colmeia e uma barra no centro abriga a logomarca do fabricante.

O para-choque também ganhou uma enorme entrada de ar inferior que faz jogo com os novos faróis auxiliares instalados nas extremidades.

Toyota Hilux 2019
Foto | Toyota/Divulgação

Na traseira, a picape não teve mudanças, com exceção das lanternas que ganharam novos desenhos internos.

Siga nossas redes sociais

Motores

Na parte mecânica, a Toyota Hilux manterá os motores diesel e flex atuais. O propulsor 2.8 diesel tem potência de 177 cv a 3.400 rpm e torque de 45,9 kgfm disponível entre 1.600 a 2.400 rpm. Já o motor 2.7 Flex rende potência de 163 cv a 5.000 rpm, quando abastecido com etanol, e 159 cv, também a 5.000 rpm, com gasolina. O torque máximo é de 25 kgfm (com etanol e gasolina), sempre a 4.000 rpm.

Câmbios

As versões diesel contam duas transmissões, sendo uma automática de seis velocidades e uma manual de seis velocidades. Já as versões flex também contam com o câmbio automático de seis velocidades ou o manual de cinco posições.