projecao_jeep_551_pernambucanoComo publicamos em setembro o Grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA) congelou o projeto do Jeep 551 no Brasil. O segundo Jeep pernambucano só deverá ser lançado no Brasil em 2017. Todos os trabalhos envolvendo seu desenvolvimento seguem em ritmo mais lento. Global o Projeto 551 como ele é conhecido será o substituto dos modelos Compass e Patriot. O SUV é construído na mesma plataforma da futura picape Toro da Fiat que chegará ao mercado em janeiro.

projecao_jeep_551_pernambucano_1Antes mesmo de surgirem os primeiros flagras o Autos Segredos já afirmava que o modelo será um mini Grand Cherokee. Por usar a plataforma da Fiat Toro, o SUV 551 será maior que o Renegade e menor que o Cherokee. No Brasil ele será comercializada exatamente nesta lacuna. Com base em descrição de quem já viu o modelo e em flagras recentes nosso amigo Du Oliveira produziu as projeções que ilustram está reportagem. O visual final deverá ser revelado em janeiro no Salão de Detroit (EUA) e é esperado que ele também apareça no Salão do Automóvel de São Paulo em outubro de 2016.

Na dianteira o visual remente ao Grand Cherokee com os faróis mais estreitos que formam conjunto com a grade de sete barras que terá acabamento cromado. Na parte inferior do para-choque o SUV contará com uma grande entrada de ar em formato de colmeia. A peça será emoldurada por um réguas pretas que se estendem por toda a lateral contornando as caixas de rodas. Aliás, esse acabamento já é usado no Renegade e também apareceu nos flagras recentes da Fiat Toro.

Na lateral as portas lembrarão um pouco as da picape e o recorte das janelas da porta traseira é praticamente o mesmo da Toro. Já na traseira as lanternas horizontais invadirão a tampa e serão separadas por um régua cromada. A placa de identificação ficará alojada na tampa.

MOTORES

O Jeep 551 compartilhará boa parte da estrutura mecânica com os irmãos. Os sistemas de tração e suspensão também serão compartilhados com o Renegade e a Toro. Porém, a versão de entrada do SUV 551 será equipada com o motor 2.o 2.0 Tigershark flex. O propulsor renderá 159cv de potência a 6.200rpm com gasolina e 164cv a 6.000rpm. Já o torque fica em 19,8 kgfm a 4.000 rpm com gasolina e 20,4 kgfm a 4.400 rpm com etanol. O motor é construído em alumínio. O câmbio será o automático de nove marcha e a tração 4×2.

Já as versões com motorização diesel usarão o mesmo 2.0 turbo diesel MultiJet II, que rende 170 cv e 35,7 kgfm de torque já usado pelo Renegade e que também estará na picape Toro. Assim como no motor flex o câmbio será o automático de nove velocidades. Já a tração do modelo a diesel será 4×4.

Projeções | Du Oliveira/Especial para o Autos Segredos