renault_kwid_6Ter preço inicial abaixo de R$ 30 mil é a meta da Renault para o Kwid nacional. Para isso, a marca fará poucas alterações em relação ao modelo indiano. Até mesmo o motor 0.8 de três cilindros será mantido. A única mudança em relação ao propulsor indiano será a adoção da tecnologia flex e a potência que ficará acima dos 60cv. A ideia da marca é lançar o Kwid no fim de 2016 em substituição ao veterano Clio.

Com o motor 0.8 o Kwid nacional deverá ser um dos modelos mais econômicos do Brasil e com certeza isso será um bom chamariz para as vendas. Além do motor 0.8, o hatch, chamado por enquanto de Projeto XBB, será equipado também com motor 1.0 16v Hi-power de 80cv. O câmbio será o manual de cinco velocidades para os dois propulsores. Desde o começo do Projeto XBB o Autos Segredos já afirmava que o hatch teria motor de três cilindros exclusivo.

Externamente, o Kwid praticamente será igual ao indiano. O que mudam são os retrovisores que serão iguais aos dos irmãos Logan e Sandero. No interior o Kwid fabricado no Paraná terá novo painel. Basicamente, o que muda em relação ao modelo indiano são os plásticos dos acabamentos que serão trocados por materiais de melhor qualidade.

Foto | Renault/Divulgação