Até quando você viaja sem rumo definido você tem ao menos uma ideia de um lugar para ir, certo? Bem, neste último fim de semana estive em São Paulo para o Duster Experience, evento que reuniu blogueiros de cultura, futebol, moda, humor, atitude, aventura, viagens maternidade (!) e, claro, de automóveis, e de várias regiões do País, com o objetivo de apresentar em primeira mão o SUV compacto Duster.

Ao embarcar para São Paulo na sexta-feira eu só sabia que de alguma forma veria o carro. Test-drive? Pré-lançamento? Uma pequena agenda com a programação para sábado havia sido divulgadas, mas com frases subjetivas (veja abaixo) que deram asas à minha imaginação. Nem locais, nem horários foram divulgados. Todos os blogueiros estavam à mercê da Renault.Explorando o universo do Renault Duster – Saímos do hotel para algum lugar. Rapidamente estávamos no parque do Ibirapuera, onde aconteceria o primeiro evento, que para ser mais exato, se deu no planetário do parque. Assistimos a uma sessão normal do planetário. OK, isso é legal, mas e o Duster? A resposta veio em seguida, com um video que apresentava o tal universo Duster, basicamente composto por estilo, versatilidade, robustez e o fato de ser um verdadeiro 4×4.Seja na internet ou nas ruas, onde quer que você esteja, o importante é ter estilo – Neste momento assistimos uma palestra ministrada por Domenico Massareto, diretor de criação da agência ID/TBWA, agência que faz as propagandas da Renault. Um cara com estilo próprio – vestido de jeans, camisa, gravata… tênis e meia do Youtube – que no fim ainda brincou com o visual de nossos blogs (no caso, eu estava representando outro blog).Descubra a robustez do Duster através de um esporte que todo mundo já ouviu falar, mas ninguém conhece de verdade – Esse esporte era o rugby. Após almoçarmos no MAM (Museu de Arte Moderna) fomos levados ao campo de rugby do clube Bandeirantes, para termos lições sobre o esporte com atletas do Curitiba Rugby. Lá estava o Duster… Ainda coberto por um fino tecido preto.

O de roxo ali sou eu (Foto: Fabio Trindade/Carplace)

Antes de ver o carro despido, lições sobre os fundamentos do rugby. Arremessos com a bola oval, passes (difícil, pois apenas é permitido passar a bola pra trás!), tackle (derrubar o oponente agarrando as pernas), scrum (algo semelhante ao “montinho” do basebol) e o “elevador”, quando dois jogadores levantam outro companheiro para receber um passe. Coitado do Thiago Vinholes, do Blogauto. Eu e mais um colega o suspendemos, mas na última vez, por descuido, o elevador se desfez e ele caiu. Ele pode explicar melhor o que houve em seguida
Toda a expertise do Romain Darmon, Brand Manager da Renault e responsável pelo lançamento do Duster no Brasil –
Após uma breve apresentação sobre o sistema 4×4 do modelo, Ele nos falou um pouco sobre a tração 4×4 do Duster, do painel, do espaço interno e finalmente chegara a hora de tirar aquele tecido preto! Bem, eu já havia o visto de perto no Salão de Buenos Aires, e estava ansioso para ver o interior. Eu vi, analisei e notei todos os detalhes, mas as fotos do interio estão embargadas – mesmo que não seja segredo. Por questões éticas, assim que for possível eu as mostro. Você terá que confiar nas minhas impressões.

Sem mais delongas…

A unidade que nestava por lá certamente era a mais completa, com motor 2.0 16v flex de 143 cv, o mesmo que era usado pelo Mégane, diga-se, associao ao câmbio manual de seis marchas e tração 4×4 com seletor automático de tração (4×2, 4×4 de acionamento automático e 4×4 integral) e bloqueio eletrônico do diferencial. Este mesmo motor também poderá estar associado a uma caixa automática de quatro velocidades, mas apenas com tração 4×2.
O Duster conatará ainda com versões de entrada, equipadas com o motor 1.6 16v flex de 112 cv, sempre com câmbio manual de cinco marchas. Nem todas terão o mesmo visual da unidade das fotos. Os para-choques serão mais simples, na cor da carroceria, bem como os retrovisores e as saias laterais; as rodas não tem acabamento na cor grafite e os faróis perdem a mascara negra.

O interior

Essa foto acima é a única do interior do Duster divulgada pela Renault, e por coincidência e da mesma versão exposta. Ela mostra apenas o novo painel, criado para mercados onde o Duster não pode passar a imagem de Sandero SUV. A disposição dos elementos é a mesma do compacto, e o quadro de instrumentos é o podemos ver na linha 2012 dele… E a qualidade do acabamento está no mesmo nível (o 2012 recebeu melhorias neste quesito).
Já viu o Sandero 2012? Bem, o interior é praticamente o mesmo. Boa parte dos painéis de porta são compartilhados, bem como a estrutura dos bancos. Como novidade, há um porta-objetos no teto, que não me passou segurança para pôr objetos mais pesados, ou que podem gerar barulho em movimento. Em uma condição de off-road, tudo que está ali poderia cair em cima da cabeça dos ocupantes, por ser raso. É o único porta objetos que não vemos no Sandero.

O porta-malas, no entanto, é grande. Tem capacidade de 470L nas versões 4×2 e 400L na versão 4×4, e o acesso é bom. Sem o estepe pendurado (desnecessário, mas característico de seus concorrentes) a tampa do porta malas abre para cima, e o movimento é suave e simples.

O mercado

Talvez por conta da herança genética (parte da plataforma vem do Sandero e do Logan), a primeira vista o Duster parece ser o mais racional de todos os crossovers compactos, aventureiros e SUVs compactos, mas é um aspecto que depende muito dos preços, que não nos foi divulgado. Só sei que “será competitivo”. Aposto nele partindo de algo entre 48 e 50 mil reais.

O design parece uma mistura de Sandero com X-Terra. Ele pode não ser tão belo nem tão atual (chegou a Europa em 2009, como Dacia), mas a beleza do EcoSport morreu com a primeira reestilização (mas ficará belíssimo no ano que vem) e o Tucson é resultado da sustentabilidade moderna; um carro reciclado apenas no Brasil. O resto não passa de fantasia e ilusão. Neste segmento, em se tratando de modernidade de projeto o Duster é o mais novo, ou melhor, será quando for lançado, no final de outubro.

Mega galeria

(Clique nas imagens para ampliar)


Fotos | Henrique Rodriguez/Autos Segredos e Renault/divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter