Em outubro no Salão do Automóvel  de São Paulo a Renault fará o lançamento do Duster. As
vendas começam em novembro com motor 1.6 16V. No começo de 2011 chega a versão 2.0 16V

No melhor estilo mineiro a Renault desenvolveu na surdina o Duster nacional. O fabricante fará sua apresentação em outubro e as vendas começam em novembro. Com uma política agressiva de  preços a marca indica que sua meta é tomar uma boa fatia de mercado do segmento dominado  pelo Ford EcoSport desde 2003. Os preços sugeridos pelo fabricante começam na casa dos R$ 50 mil para versão com motor 1.6 16V e chegando a R$ 66 mil para versão 2.0 16V Flex 4×4.  A princípio as vendas serão somente para a opção 1.6 que será vendido como modelo 2011. No começo de 2011 chega a versão 2.0 cujas vendas devem começar em fevereiro.

O estudos para o lançamento do Duster no Brasil começaram em 2008,  juntamente com a versão europeia desenvolvida pela Dacia. E assim como na europa os testes no Brasil foram realizados com protótipos de Logan que foram usados como mulas (carro modificado que encobre um novo modelo) de testes. Confira com exclusividade o conteúdo e valores para cada versão.

AUTHENTIQUE A versão de entrada será equipada com o motor 1.6 16V e terá os principais itens de série que o consumidor brasileiro da valor, ou seja, ar-condicionado, direção hidráulica, vidro elétrico dianteiro, travas elétrica, rodas de liga-leve, além de outros acessórios estéticos. O preço deverá ficar na casa dos R$ 50 mil. Essa opção terá ainda um pacote de estilo que agrega retrovisor elétrico e vidro elétrico traseiro, cujo custo deve acrescentar R$ 2 mil ao preço final da versão.

EXPRESSION A segunda opção também será equipada com o motor 1.6 16V e terá os mesmos equipamentos da versão de entrada. Entretanto, nesta versão, além do pacote de conforto, ela terá a opção de airbag. O valor aproximado desta versão será de R$ 57 mil.

PRIVILÈGE A versão topo de linha será equipada com o propulsor 2.0 16V e terá a opção de três pacotes de acabamento  e duas opções de câmbio e tração. A primeira será equipada com câmbio manual e terá além dos itens de conforto e estéticos airbag  de série, o preço sugerido deverá ficar  por volta de R$ 60 mil. A segunda será equipada com câmbio automático e terá uma pacote que acrescenta os tradicionais itens de conforto e luz de neblina, ABS e alarme, com preço aproximado de R$ 64 mil. A última opção terá câmbio manual e tração 4×4 e terá com itens de série airbag, ABS, rádio, alarme. O pacote de opcionais  que acrescenta revestimento de couro nos bancos, sensor de estacionamento e airbag lateral e deverá ter preço final na faixa de R$ 66 mil.

MOTORES O Duster terá duas opções de motorização, a primeira é a velha conhecida 1.6 16V que rende 107cv com gasolina e torque de 15,1mkgf  a 3.750rpm e 112cv com etanol e torque de 15,5mkgf a 3.750rpm. A outra opção é o 2.0 16V de origem Nissan, cuja potência de 143cv não se altera independentemente do combustível usado. O motor tem torque de 20,3kgfm a 4.800rpm e poderá ser equipado com câmbio automático.  O utilitário-esportivo terá ainda a opção de tração 4×4, entretanto ela estará disponível somente na versão 2.0 equipada com câmbio manual.

Fotos Renault/Divulgação