Com muita sorte a Ford Courier se despedirá do mercado sem estar na lanterna do segmento de picapes compactas, isso porque a Peugeot negou que a picape Hoggar tenha saído de linha. Segundo nossos amigos a velha picape da Ford já começou a ter sua linha de montagem desativada. Pedidos não são mais aceitos e só estão sendo produzidas unidades já programadas. As últimas unidades serão produzidas no início de fevereiro, apontam.

Derivada da primeira geração do Ford Fiesta, lançada em 1996, a Courier chegou no ano seguinte como substituta da Ford Pampa, que por anos foi uma das picapes mais vendidas do país. O objetivo era concorrer com a Saveiro G2, Corsa Pick-up e Fiorino Pick-up. Todos mudaram, mas ela continuou intacta.

Desenhada e desenvolvida para o mercado brasileiro, ela chegou equipada com o nada amigavel motor 1.3 Endura de 60cv e com o Zetec SE 1.4 16V de 88cv. Em 2000 ela sofreu a primeira reestilização. Perdeu aquela frente tristonha graças aos novos faróis, para-lamas, capô e para-choque dianteiro. O melhor mesmo foi a substituição dos motores 1.3 e 1.4 pelo 1.6 Zetec Rocam de 95cv e 14,3kgfm de torque.

Depois de 2000 não houve mais alterações estéticas. Em 2001 a Ford Courier ganhou a versão Sport, que se destacava pelas rodas de liga-leve, grade cromada, espelhos com lentes azuis e rack no teto. Em 2006 veio a versão Van com uma capota de fibra, que a deixava no estilo da Fiorino. Em 2007 veio a última mudança, o motor 1.6 passou a ser flex, com 96cv na gasolina e 107cv no álcool.

Após o lançamento do Novo Fiesta, em 2002 acreditava-se que a Courier o acompanharia. Isso não aconteceu. Em 2004 veio a EcoSport, e vieram os boatos de uma “Ecourier”, que logo foram desmentidos. Os últimos davam conta de uma versão picape do novo Ka, lançado em 2007, para substituir a Courier. Se isso fosse acontecer ela já teria sido lançada.

Há de se admitir que a Courier é uma baita picape. Certamente a melhor para o trabalho, o que não quer dizer que não é confortável. Mas faz anos que não encanta. Para sua sorte a Peugeot inventou de lançar o Hoggar, e só por isso ela não está na lanterna nas tabelas de emplacamentos.

Só para constar, a Courier também é vendida na África do Sul. Lá ela se chama Ford Bantam e, no início de 2009, recebeu uma reestilização com direito a novos farois, novas lanternas e novo pára-choque frontal, mudanças que por aqui seriam inúteis para a sobrevida da Courier. Até porque, o Ka usa a mesma plataforma e também se prepara para sair de linha. Mas terá substituto, a Courier não.

Fotos | Ford/divulgação