O novo Volvo S60 será mostrado somente no Salão de Genebra, em março. Entretanto, um homem fora da empresa sueca já conhece a forma do carro: o pintor turco Esref Armagan, cego desde o nascimento, foi ao estúdio de design, em Gotemburgo, na Suécia, e pintou o sedã. A ideia partiu do diretor de comunicação social da Volvo, Lukas Dohle, que queria despertar interesse pelo produto ainda não lançado. Entretanto, não poderia revelar as formas do carro totalmente, pois isso contraria as estratégias comerciais da empresa.

Daí, convidou Armagan, produziu um vídeo, em que o sedã é providencialmente desfocado nas imagens, mas, mesmo assim, foi um sucesso, tendo sido visto mais de 450 mil vezes no Youtube, Facebook e blogs, de acordo com a Volvo. No vídeo, Armagan revela um agradável humor. Primeiro promete que não olhará para o automóvel e depois pergunta sorrindo se o deixarão dirigir o carro. Quem apresenta o sedã ao pintor é o diretor de design da marca, Peter Horbury. O designer diz para Armagan que está orgulhoso do novo Volvo S60 por ser mais dinâmico e esculpido que qualquer outro Volvo. Diz também que a marca tenta se livrar da fama de produzir veículos em formatos de caixa.

Depois de ser apresentado, Armagan passa a mão em cada detalhe do carro para então levar a sensação à tela. A forma como ele pinta é diferente. Ele não usa pincel, apenas os dedos e os sentidos para identificar os objetos e pintar. O artista turco já participou de diversos projetos e pesquisas científicas. O canal de TV Discovery produziu um documentário em que mostra a capacidade de captar a perspectiva correta. Armagan já pintou de tudo, de construções históricas, paisagens, flores, florestas e até o retrato do ex-presidente dos EUA Bill Clinton.

A pintura do Volvo S60 foi vendida pelo eBay em benefício da World Blind Union, um grupo internacional sem fins lucrativos baseado em Toronto, no Canadá, que trabalha a favor dos cegos. Foram feitas 52 propostas e um vendedor da Volvo, de Quebec, fez a oferta maior, pagando pouco mais de US$ 3 mil pelo quadro.

Reprodução de matéria publicada no jornal Estado de MInas,
com texto de Daniel Camargos e fotos Volvo/Divulgação