Mitsubishi Lancer (1)[3]O Mitsubishi Lancer é um daqueles carros que tinham tudo para dar errado e, no fim, até que não desapontaram. Ele chegou ao Brasil em 2011, com nada mais que quatro anos de atraso em relação ao resto do mundo. Seu preço não é tão competitivo por causa dos impostos, pelo fato de ser importado do Japão. Mesmo assim, ele já superou as 800 unidades vendidas em um mês, embora hoje sustente média de 350 unidades mensais. Para dar um gás nas vendas, a Mitsubishi já trabalha para nacionalizar o modelo, e com direito a motor flex.

A Souza Ramos, que importa e monta no Brasil os Mitsubishi, aproveitará que o ASX – que já é fabricado no Brasil – compartilha uma série de componentes com o Lancer para também nacionalizar o sedã. Aproveitando o ensejo, os dois passarão a contar com versão flex do motor 2.0 MIVEC, que com gasolina gera torque de 20 kgfm e 160 cavalos.

O Lancer Flex nacionalizado pode ser uma das atrações do Salão do Automóvel, em outubro.

Fotos | Mitsubishi/Divulgação