Aos poucos a Renault melhora sua participação no mercado brasileiro, sonhando em um dia tomar da Ford o 5° lugar em vendas no mercado brasileiro. Difícil. Não impossível. O leitor “hermano” Andrés Conde Blanco nos enviou projeções de dois modelos importantes para a Renault no Brasil, o Duster – que será reestilizado no ano que vem – e o Fluence hatch.

Da mesma forma que em 2010 o Sandero Stepway Concept antecipou como ficaria o Sandero, reestilizado no ano seguinte, o conceito DCross, apresentado no Salão do Automóvel do ano passado antecipa como será a reestilização de meia-vida do Duster, que tem lançamento previsto para o ano que vem, após a chegada da nova geração de Logan e Sandero.

Não será nada muito profundo, mas a frente mudará por completo. Apesar de ainda estar à frente do Ford EcoSport em vendas, o Duster terá de incorporar equipamentos para se manter à altura do concorrente. Um deles será as luzes diurnas de LEDs na base de seus novos faróis.

Apesar de vender na Argentina o atual Mégane hatch importado da França, a Renault está de fora do segmento de hatches médios no Brasil desde 2001, quando o hatch da primeira geração do modelo deixou de ser vendida por aqui. Hoje o segmento está em alta, com parte dos concorrentes prestes de serem atualizados. A Renault não quer mais ficar de fora dele.

A fabricante francesa apostará numa versão hatch do Fluence. Aproveitando que o Mégane está prestes de receber nova geração na Europa, a Renault vai aproveitar seu projeto e talvez até o mesmo maquinário, para produzir o modelo na Argentina com a frente do Fluence reestilizado, mostrado meses atrás na Turquia. Não é algo difícil; Fluence e Mégane usam a mesma plataforma. Mas é outra novidade para 2014.

Projeções | Andrés Conde Blanco