Um dos carros mais belos já produzidos no Brasil, o cupê Karmann-Ghia pode renascer na forma de uma releitura pelas próprias mãos da Karmann-Ghia. A empresa, que desde 2006, quando deixou de montar o Land Rover Defender vinha produzindo peças estampadas para a Fiat, Scania e Honda, foi vendida para a holding ILP Industral em 2012, e agora ela tem como objetivo voltar a produzir automóveis em sua fábrica em São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

A unidade já recebeu investimento de cerca de US$ 15 milhões para ser modernizada e para receber novos equipamentos, como seis novas prensas importadas da Alemanha. Ela tem potencial para produzir modelos, e já chegou a se oferecer a fabricantes europeias, mas não houve acordo. Além de Karmann-Ghia, Karmann-Guia TC e Land Rover Defender, a empresa também montou os VW SP2 e Ford Escort XR3 conversível no passado.

Há boas intenções. Este ano o Karmann-Ghia completa 50 anos desde que foi lançado no Brasil, e para comemorar a empresa promoverá um concurso destinado a estudantes de design, cuja ideia será redesenhar o modelo, numa forma adaptada ao século 21, e de uma forma que seja possível reiniciar sua produção local. Existe a possibilidade de o projeto se tornar real, ainda que a produção seja em número reduzido.

Com informações da Istoé