flagra_picape_media_fiat_4Se o Jeep Renegade já usa sua roupagem definitiva para os seus testes de rodagem, o mesmo já não acontece com a a futura picape média da Fiat. Nas ruas somente as mulas que usam a carroceria de Linea seguem rodando.  A picape será o segundo modelo a sair das linhas de produção da unidade pernambucana. Ela deverá estrear no fim de 2015 ou começo de 2016.

flagra_picape_media_fiatPela foto nota-se que a unidade tem tração 4×4 e sua suspensão é de braços arrastados com molas helicoidais, e não de feixes de mola como na Strada. Isso não compromete a capacidade de carga e é capaz de garantir maior conforto aos ocupantes.

As unidades de testes são uns Frankensteins, somente a arquitetura, suspensão e toda a parte mecânica são da picape. A carroceria de Linea compõe o visual externo e o interior mescla elemente do Linea, 500L e do Uno 2015 como volante. A foto do interior comprova que a picape terá câmbio automático e ele será de nove velocidades como antecipamos no dia 16 de julho.

flagra_picape_media_fiat_7A picape conhecida por enquanto de Projeto 226 será equipada com o motor 1.8 E.torQ EVO Flex que manterá a mesma cilindrada 1.8, mas, com aumento de potência. Além dele ela contará com o turbodiesel 2.0 MultiJet II que rende 170 cv e 35,7 kgfm de torque. As transmissões serão a automática de nove marchas e o manual que deverá ser de seis velocidades.

O desenho da picape será ousado e bem diferente de qualquer Fiat existente atualmente no mercado.

Mesmo usando a carroceria de Linea, a arquitetura da picape já é a definitiva, ou seja, todo o assoalho, suspensão, eixos e mecânica são da picape. A suspensão é desenvolvida em parceria com a Bosch. Elá terá um entre eixos grande (cerca de 2,80 m). Terá o porte das antigas S10 e Ranger. A picape da Fiat contará com chassi monobloco, de fato, e com tração dianteira.

[photomosaic]

Fotos | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos e Anônimo (interior)