O Citroën C4 Cactus reestilizado foi apresentado hoje (26/10) no mercado europeu. Com o modelo revelado, a reportagem do Autos Segredos acionou suas fontes que confirmaram que o SUV nacional será quase igual ao modelo europeu. O que muda é para-choque traseiro “Ficou melhor a solução nacional”, diz uma fonte. Outro detalhe é vidro da porta traseira que não será fixo e terá funcionamento convencional. De resto, o C4 Cactus nacional será bem próximo ao europeu no visual externo.

Plataforma

Chamado de Projeto F3, o Citroën C4 Cactus nacional será construído a partir da plataforma BVH1 já usada pelo Aircross e C3 e e também nos Peugeot 208 e 2008.

Chegada

Em julho de 2016, os executivos da marca afirmaram que marca lançaria um modelo inédito por ano no Brasil até 2021. Porém, já estamos caminhando para o fim de 2017 e não há movimentação para a chegada do Citroën C4 Cactus nacional. O mais provável é que o modelo estreie somente em 2018.

Motores

O Citroën C4 Cactus terá duas opções de motores no Brasil como nossa reportagem antecipou em julho. O SUV será equipado com o motor 1.6 16V FlexStart e também o 1.6 16V THP. O propulsor aspirado poderá ser acoplado aos câmbios manual de cinco velocidades e o automático também de seis posições. Já o propulsor turbo trabalhará em conjunto somente com a transmissão automática de seis velocidades.

O motor 1.6 16V FlexStart rende potência de 115cv a 5.750 rpm e torque de 16,1 kgfm a 4.000 rpm com gasolina, com etanol a potência é de 118 cv  a 5.750 rpm e o torque é 16,1 kgfm 4.000 rpm.

Já o propulsor 1.6 16V THP rende potência de 166 cv a 6.000 rpm e torque 24,47 kgfm  a 1.400 rpm com gasolina no tanque. Com etanol, a potência é de 173cv a 6.000 rpm e o torque é de 24,47 kgfm a 1.400 rpm.

Visual

Como nossa reportagem antecipou em 29 de novembro de 2016, o C4 Cactus reestilizado perdeu os enormes Airbumps instalados nas laterias. Já as portas ficaram com o mesmo formato.

Na dianteira, o Citroën C4 Cactus ganhou conjunto óptico duplos, o principal é mais estreito, inspirado na nova geração do C3 Aircross europeu. O duplo chevrón está destacado na grade que faz jogo com os faróis principais. O para-choque terá entrada de ar divididas em duas partes para o abrigo da placa de identificação.

Traseira

Já na parte de trás, o Citroën C4 Cactus nacional terá novo para-choque mais robusto. As lanternas passam a ser horizontais e ganham extensão na tampa do porta-malas. As lanternas traseiras com efeito tridimensional.

Fotos | Citroën/Divulgação

  • Mr. Car

    Citroën sendo Citroën, o que no meu entender significa…muuuuuuito bacana, he, he!

    • Rbs

      A Citroen sempre faz o que é pra ser igual de maneira diferente!

  • Thiago Maia

    Bem melhor. Mais pela mudança nos faroóis e lanternas que pela retirada dos airbumps

  • Bruno Silva

    Já passou da hora da PSA trazer o 1.2 Turbo, o buraco do 1.6 pro 1.6 Turbo é muito grande.

    • Debraido

      Acho que está na hora de aposentar o VTI. Um ótimo motor, porem já tem seu substituto na Europa, mais eficiente e econômico, sem contar que a PSA trabalharia somente com dois blocos de motor. o 1.2 e o 1.6 thp.

  • Louco por carros

    Compro fácil um THP!

  • Felipe

    A traseira é super “alemã”, mas o carro de forma geral, segue a essência da Citroën! Muito bom!

    • Mason

      Com “alemã” vc quer dizer simples?

      • Felipe

        Não. Com “alemã” eu disse “alemã”.

        • Mason

          Então era melhor você não ter comentado nada

          • Felipe

            Grato pela sua preocupação, mas o que é melhor pra mim eu mesmo decido.

          • Mason

            Nossa, meus parabéns!

          • pedro

            Se alguém comenta é porque quer interagir, mas aí alguém interage e o arrogante mostra sua faceta. Vai entender. Se é só pra você, não precisa colocar na internet.

          • Felipe

            Com todo respeito: A internet é livre e ninguém é obrigado a interagir com todo mundo.

          • pedro

            Isso que você está fazendo é interação.

          • Felipe

            Ótimo, não deixei de interagir com ninguém.

          • Fabrício Sanches

            A arrogância é definida pela maneira que você responde alguém.

  • Matheus Conrado

    Ficou ótima a reestilização,manteve a robustez, mas agora muito mais harmonioso,o estranho é só essa traseira de volks..

  • Felipe Oliveira

    Dianteira e lateral show! mas essa traseira aí sei não.. custava a Citroen Brasil colocar essas lanternas traseiras um pouco para cima? parece até que não quer vender! pelo menos não o quanto poderia..

  • Ramasther Docssa

    Ficou muito bonito esse Cactus, se o preço for condizente, deve alavancar as vendas da Citroen.

  • Whering Alberto

    Esse “quase” é onde a gente desconfia…

  • Magnosama

    Ficou bacana,
    resta saber as dimensões,
    se for espaçoso pode fazer sucesso.

  • Antonio

    Compacto a preço de médio, tá aprendendo com a Fiat e seu Compass.

    • Raimundo A.

      O Compass é médio, só que menor comparados a outros. Se formos usar variações de compacto, médio, etc, seria um médio compacto, como há os compactos com medidas próximas aos veículos médios.

      • Antonio

        Pois é médio-compacto, compacto-médio, médio-grande… tudo isso é feito para confundir a cabeça dos incautos que acabam levando gato por lebre. Por isso é que tem de se levar em conta apenas um elemento para a classificação correta: PLATAFORMA. A plataforma do Compass é a de um compacto e nunca será um médio como a Fiat tenta empurrá-lo e tem besta que compra. Vê se nos EUA o pessoal vende o Compass para competir com o Equinox, CRV, Tucson e outros com plataforma de médios.

        • ADAM ROCKERFELT

          Lei da oferta e procura, não existe medida certa para ser chamado de compacto, médio ou grande, muito menos regra ou lei.

          Cabe ao consumidor analisar e ver se quer pagar o que está sendo ofertado.

        • Vitor C

          Plataforma não define categoria de carro, visto que um golf usa a mesma plataforma que um passat, que é a mesma do polo e do A1 por exemplo, a modularidade está aí.
          E nos EUA o compass é sim concorrente de todos esses que você citou, ou vai dizer que nunca viu nenhum comparativo entre eles.
          Se for assim também podemos considerar tiguan, Q3, GLA, Sportage e etc também são compactos, já que estão todos na casa dos 4,40m

      • Fernando Bento Chaves Santana

        Pois é… O Compass é menos volumoso do que o “Old” Tucson.

  • Franco da Silva

    Ah! Ontem ainda comentei que essa traseira deixaria o carro mais encalhado que o 2008 no Brasil. Mudar é uma boa ideia.

  • Dreidecker
  • Rafael Lima

    Então quer dizer que o 2008 THP vai ter versão automática? Mas faltou trazer o 1.2 turbo pra substituir o 1.6 16v

    • Marlos Ney Vidal

      Oi Rafael,

      Tudo bem? Não há confirmação do câmbio AT6 para o 2008 THP. Mas, como o C4 Cactus terá, há possibilidade do 2008 também ser equipado com ele.

  • AceOfSpades
    • Ducar Carros

      Isso aí é para tirar dinheiro das montadoras para a campanha eleitoral do ano que vem. Chance zero de aprovação, a não ser para carro de colecionador.

  • Duh

    Bom vão mexer na traseira que é a única parte fraca desse belo carro.

  • bedotRJ

    Tenho minhas dúvidas se esse carro consegue dar volume à Citroën. Para ter preço competitivo e números expressivos em vendas, teria necessariamente que se chocar com o já meio cansado Aircross desde suas versões de entrada. Se o foco for o mercado de SUV’s compactos, essa turma cujo grosso das vendas está na faixa dos 80 a 100k, acredito que o Cactus será mero coadjuvante, repetindo os números de seu irmão 2008 e possivelmente até se chocando com este. Espero, no mínimo, que a PSA já esteja preparada prá chutar o antigo 1.6 16v aspirado, utilizando o Pure Tech 1.2 turbo quando for lançar o modelo no Brasil.

  • ADAM ROCKERFELT

    Faltou ousadia na traseira, mas já melhorou bem, agora está comprável com um motor THP flex e câmbio automático.

  • CA

    Poucas coisas causam-me tanto medo quando ler que ”o design mudou para se adequar ao gosto dos brasileiros”.

  • Acacor

    Será uma excelente opção no mercado.

  • Acacor

    No youtube há várias avaliações sobre esse Cactus na europa. É o mais barato do segmento, econômico. Mas é criticado pela simplicidade, sendo classificado como o mais simples também. Agora a Citroen dizer que ele vai vir mais simples pro Brasil, então imagina.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Na Europa é um modelo minimalista com excelente relação custo benefício. Aqui vão chamá-lo de SUV e terá aquele precinho com selo Brasil de qualidade.

    • Luciano

      Isso era o modelo anterior. Com a atualização recém-lançada o carro ficou mais sofisticado.

  • ADAM ROCKERFELT

    Jesus que retrocesso, um carro moderno, atual, com belo design ser lançado com um motor da década de 1990.

    A PSA no Brasil é assim mesmo, é um no cravo outro na ferradura.

  • “Em julho de 2016, os executivos da marca afirmaram que marca lançaria um modelo inédito por ano no Brasil até 2021.”

    A PSA está cumprindo o que disse: esse ano o lançamento da Citroen foi o Jumpy.

    • Fabrício Sanches

      Esqueceram completamente.

  • Luiz Antônio Vieira Souza

    “”…confirmaram que o SUV nacional será quase igual ao modelo europeu…””
    Será aquele 1% vagabundo?

  • Marcio Souza

    Curti! Tenho certeza que a PSA aqui fez um belo design nas mudanças tbm.