Segundo informações do jornal Estado de São Paulo, o vice-presidente mundial de Finanças da Audi, Axel Strotbek, afirmou durante sua primeira visita ao Brasil, encerrada nesta semana, que a matriz alemã pode desenvolver adaptações específicas para os modelos comercializados no país. Uma das modificações seria o sistema flex, que já estaria sendo testado em duas unidades do A4.

Ainda de acordo com o executivo, a marca pretende adotar no Brasil a mesma estratégia aplicada na China. Exclusivamente no país asiático, a Audi oferece modelos com o entre-eixos alongado, como os sedãs A4 e A6. As concorrentes BMW e Mercedes-Benz desenvolveram produtos semelhantes para aquele mercado.

Atualmente, os automóveis Premium são responsáveis por apenas 1% do mercado, mas os fabricantes acreditam que a parcela crescerá nos próximos anos. A Audi fechou 2010 com um crescimento de 61% em relação a 2009. Em 2011, a marca pretende dobrar o número de vendas, o que deverá corresponder a 6,5 mil veículos comercializados.

Foto | Audi/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter

Quer equipar seu auto? Compare os preços antes no indiCAuto Auto Peças Online!