A nova geração da Triumph Street Triple chega ao mercado brasileiro em duas versões: S (R$ 38.990) e RS (R$ 48.990). As duas versões são equipadas com o novo motor três cilindros de 765 cc.

Motor

O novo motor foi desenvolvido a partir do propulsor Daytona feito para competições. O motor de 765 cc da Street Triple oferece um grande aumento de potência e torque com mais de 80 novos componentes em seu interior – incluindo novo virabrequim, pistões e cilindros galvanizados em Nikasil, e ainda maior diâmetro e curso. O resultado é um avanço significativo no desempenho, especialmente nas faixas baixas e médias de rotações. Cada nova versão da Street Triple (S e RS) sai de fábrica com seus próprios ajustes personalizados no motor e também no módulo da injeção eletrônica.

Potência

A versão “S” rende 113 cv de potência a 11.250 rpm e torque de 7,44 kgfm a 9.100 rpm). Já a versão “RS” tem potência de 123 cv a 11.700 rpm e toque de 7,85 kgfm a 10.800 rpm. Ambos os modelos contam com o recurso eletrônico Modos de Pilotagem para ajudar o piloto a controlar melhor as maiores potência e torque em cada condição de pilotagem.

Tecnologia

A Triumph Street Triple conta com tecnologias com foco no piloto para o máximo de controle e segurança.

Sistema de aceleração ride-by-wire. Oferece uma aceleração mais precisa e respostas de aceleração mais exatas. Permite o uso de diferentes mapas de aceleração, que, em conjunto com as configurações de controle de ABS e tração, resultam em até cinco modos de pilotagem (na RS).

Modos de pilotagem. Em conjunto com o sistema ride-by-wire, os dois modelos apresentam novos modos de pilotagem, que ajustam as configurações de resposta de aceleração, ABS e controle de tração. Na Street Triple S são dois modos de pilotagem: “estrada” e “chuva”. Na RS, são cinco modos de pilotagem: “estrada”, “chuva”, “esportivo”, “pista” e “programável pelo piloto”.

Painel

O painel de instrumentos da Street Triple RS é em TFT ajustável totalmente colorido. O quadro de instrumentos tem 5 polegadas com ângulo ajustável para os pilotos acessarem o novo computador de bordo. Há três estilos diferentes de exibição de tela à sua escolha, pré-definidos para os modos de pilotagem e facilmente alteráveis durante o uso. Para garantir que a tela esteja legível em todas as condições de clima e iluminação, cada um dos três estilos pode ser selecionado com contraste “alto” ou “automático”.

Já o painel da Street Triple S tem quadro de instrumentos em LCD. Ele foi todo revisado ficando similar ao disponível no modelo Speed Triple. Isso permite ao piloto selecionar os modos de pilotagem em movimento ou parado e acessar informações importantes do computador de bordo, como hodômetro, medidor de combustível, autonomia, distância percorrida, relógio e indicador de posição de marcha.

Segurança

A versão Street Triple RS tem freios ABS comutável pelo modo de pilotagem “programável pelo piloto”, que pode ser ajustado de acordo com as configurações de estrada ou pista, ou ser completamente desligado, se desejado pelo piloto.

A opção Street Triple S tem controle de tração comutável. As configurações de controle de tração podem ser gerenciadas pelo menu de instrumentos, selecionando os modos de pilotagem de “estrada” ou “chuva”. Na RS, o controle de tração é gerenciado pelo modo de pilotagem “programável pelo piloto”, selecionando a configuração de controle de tração desejada, entre “estrada”, “chuva”, “pista”, “esportiva” ou “desligada”.

Faróis

 A linha Street Triple apresenta novos faróis projetados para uma postura de pilotagem mais agressiva. A Street Triple RS vem equipada com novos e distintos faróis de condução diurna (DRL), em LED. Eles oferecem um novo perfil de iluminação que torna a moto mais fácil de ser vista na estrada, com menor consumo de energia e com maior durabilidade. A tecnologia DRL é impressionante: é 28 vezes mais potente que a geração anterior. A Street Triple S tem novos faróis em LED, que são 4,6 vezes mais potentes que a geração anterior.