Os últimos dias têm sido marcados por novidades vindas de Stuttgart. Depois da divulgação de um vídeo que mostra a nova geração do Porsche 911 (veja aqui) e de informações sobre o surgimento de um sucessor para o modelo 928 (veja aqui), o presidente da marca em pessoa, Matthias Müller, revelou que há planos para ressuscitar o esportivo 550 Spyder, produzido entre 1953 e 1957. O novo modelo seguirá o conceito do original, com carroceria conversível e lugar para dois ocupantes, mas não terá design retrô.

Segundo Müller, a Porsche planeja dobrar suas vendas até o ano de 2018, o que inplicará na produção de 200 mil automóveis por ano. Para cumprir com o objetivo, o portfólio da empresa será composto por sete modelos. Atualmente são quatro: Boxter/Cayman, 911, Cayenne e Panamera. O executivo deu as declarações ao jornal alemão Handelsblatt.

Na década de 1950, o 550 Spyder ficou famoso pelas linhas harmoniosas e os bons resultados nas pistas de corrida. O motor era um 1.5 refrigerado a ar, com potência que variava de 70 cv a 135 cv. Graças ao baixo peso, de 550 kg (entendeu a origem do nome?), o desempenho era ótimo. Porém, o esportivo também é associado a um episódio triste: a morte de James Dean. O ator acidentou-se ao volante de um exemplar em 1955, nos Estados Unidos.

Foto | James Dean 550

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter