Foram quase dois anos de sobrevida, mas a Renault Mégane Grand Tour seguirá em agosto a trilha do sedã, descontinuado em outubro de 2010. Desde 2006, quando foi lançada, a perua não vendia tão bem assim, o que só mudou quando o sedã saiu de linha, inaugurando uma fase de descontos pesados. Para se ter uma ideia, a versão única Dynamique 1.6 16V sai por R$ 47.860, o que a deixa bem próximo das station pequenas, como Fiat Palio Weekend e Volkswagen Spacefox. Assim foi fácil saltar de 2.864 carros vendidos em 2010 para 9.810 em 2011. Não foi diferente em 2012, com mais de 5.180 unidades acumuladas até o dia de hoje. Isso não salvará o futuro da station wagon, que não deixa substitutos diretos, uma vez que o substituto do Mégane, o Fluence, não conta com essa variante.

 

Com a descontinuação da Toyota Fielder, o segmento das peruas médias está quase que desabitado, contando com o Hyundai i30 CW que também está pelas beiradas, apenas esperando por uma nova geração. Contatada pela reportagem, a Renault nos ignorou solenemente.

Fotos | Renault/divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter