A Nissan anunciou oficialmente hoje a implantação de uma nova fábrica no Brasil, localizada em Resende, no Rio de Janeiro. A notícia não chega a ser novidade: no último sábado, o CEO da Renault-Nissan, Carlos Ghosn, já havia confirmado a construção das instalações fluminenses, em um encontro com a presidente Dilma Rousseff (veja aqui).

A unidade fabril, cuja produção está prevista para ser iniciada no primeiro semestre de 2014, será erguida com investimentos na casa de R$ 2,6 bilhões.  A capacidade produtiva é de 200 mil veículos por ano, todos construídos sobre a Plataforma V, a mesma do March e do Versa. Segundo a Nissan, serão criados cerca de dois mil empregos diretos, número que poderá dobrar nos anos seguintes.


A Nissan não esconde que a nova fábrica faz parte de sua estratégia para se tornar a marca asiática que mais comercializa automóveis do Brasil. Em 2016, a empresa pretende abocanhar 5% do mercado nacional, quase o triplo dos atuais 1,7%. O plano global da montadora, intitulado Nissan Power 88 também é ambicioso e tem como objetivo a liderança em vendas nos países que formam o BRIC.

Segundo a Nissan, Resende foi escolhida por sua proximidade com os portos de Itaguaí e do Rio de Janeiro, disponibilidade para início da produção em curto espaço de tempo e fácil acesso à mão de obra qualificada e fornecedores. A planta de São José dos Pinhais, no  Paraná, continuará produzindo a linha Livina e a picape Frontier

Fotos | Nissan/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter