2013-08-mission-heroA saga da fabricante americana de motocicletas elétricas Mission Motorcycles parece ter chegado ao fim. A marca abriu falência depois de revelar que não tinha dinheiro para pagar os honorários advocatícios na defesa de um dos casos que envolvem a fabricante, na pessoa de um dos sócios-fundadores Vincent Ip.

Em 2013 a Mission apresentou uma superesportiva elétrica criada para competições de nome Mission RS, com 160 cv e torque de 16,5 kgf.m, além de suspensão Öhlins na dianteira e na traseira e rodas em fibra de carbono, por pouco mais de 30 mil dólares

Como modelo de entrada ainda existia a Mission R, que deveria iniciar brevemente no mercado, com mesma mecânica, mas equipamentos de ciclística menos Racing e com capacidade de baterias variável, custando uns 10 mil dólares abaixo da versão de pista.

Além dos honorários, a Mission Motorcycles deve ainda valores referentes aos sinais pagos pelas primeiras R, que nunca saíram do papel, já que o fundador da marca, Mark Seeger, pediu falência antes da produção iniciada.

Uma pena a Mission sair de cena, mesmo sendo uma das empresas com maior know-how em motos elétricas, num momento em que a Harley-Davidson, a BMW e a KTM estão começando a investir neste tipo de alimentação.

Foto| Mission Motorcycles/Divulgação