A linha de motores Mercedes-Benz CGI (Charged Gasoline Injection), que utiliza recursos tecnológicos para atingir melhores índices de consumo e de emissões de poluentes, acaba de ganhar um novo representante no Brasil. O propulsor 250 CGI, um 1.8 de quatro cilindros equipado com injeção direta de combustível e turbocompressor, capaz de gerar potência de 204 cv a 5.500 rpm e torque de 31,6 mkgf de entre 2.000 e 3.400 rpm, está disponível a partir desta semana nos modelos C 250 CGI e E 250 CGI.

Os dois sedãs são equipados com o pacote BlueEfficiency. Além dos motores, o programa inclui também pneus com baixa resistência à rolagem, retrovisores mais aerodinâmicos e alongamento da transmissão de cinco velocidades, entre outros itens. O fabricante informa que as melhorias são capazes de gerar uma diminuição de até 12,1% no consumo de gasolina.

Os propulsores CGI chegaram ao país no ano passado, embaixo do capô dos sedãs C 180 e C 200. O Mercedes E 250 CGI é o modelo de entrada da Classe E no país, que ainda não havia recebido o programa BlueEfficiency. O veículo também é o primeiro da família a ser comercializado com um bloco de quatro cilindros por aqui.

Outra novidade é o Mercedes E 500 Guard, que já vem blindado de fábrica. O modelo conta com vários recursos voltados para a segurança dos ocupantes, entre os quais vidros mais espessos, de 21 mm, e pneus que podem rodar mesmo depois de furados. O motor da versão preparada para suportar a violência urbana não faz parte da linha CGI, mas consegue proporcionar ótimo desempenho: o V8 5.5 produz 388 cv a 6.000 rpm e 54,1 mkgf de 2.800 a 4.800 rpm.

Preços de todos os modelos das Classes C e E:

C 180 CGI: R$ 114.900
C 200 CGI Avantgarde: R$ 149.900
C 250 CGI Sport: R$ 179.900
C 63 AMG: US$ 201.900
E 250 CGI: R$ 229.900
E 350 Avantgarde Executive: R$ 299 mil
E 63 AMG: US$ 249 mil
E 500 Guard (blindado): R$ 420 mil

Foto: Mercedes-Benz/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter

Quer equipar seu auto? Compare os preços antes no indiCAuto Auto Peças Online!