teste_fiat_bravo_blackmotion_7
Fiat Bravo BlackMotion teve aumento de R$ 6.350

Mercado em baixa, preços em alta. Sem exceção, todos os fabricantes têm aumentado com frequência os preços de seus modelos. A Fiat, por exemplo, reajusta pela segunda vez no ano, os preços de seus automóveis, o aumento vai de 1,10% a 8,57%, dependendo do carro. Todos os modelos da marca fabricados no Brasil tiveram aumentos, somente a recém-lançada Toro e o Grand Siena Tetrafuel escaparam do aumento. Os importados 500 e Freemont também tiveram seus preços mantidos.

Os reajustes deixam os colaboradores de vendas insatisfeitos “Não é a montadora que tem que ligar para os clientes dizendo que o preço aumentou”, diz um contato que prefere não ser identificado.

O modelo com menor reajuste na linha Fiat é o Palio Fire Way que teve seu preço aumentado em 1,10%, passando a custar R$ 32.980. Já o aumento mais alto foi para o Bravo BlackMotion que teve um reajuste de 8,57% que deixou o modelo R$ 6.350 mais caro. Agora, com o novo preço a versão passa a custar R$ 80.440.

teste_fiat_palio_way_31
Palio Fire Way teve aumento de R$ 390

Na linha Siena a versão EL 1.o teve reajuste de 1,49% o que representa um acréscimo de R$ 540 no preço do sedã compacto que passa custar R$ 36.800. A Topo de Essence 1.6 para o Grand Siena foi a reajustada em 1,51% e o preço sugerido ficou em R$ 53.690.

Para a picape Strada a versão de entrada Working teve seu preço aumentado em 1,48% e agora passa a custar R$ 43.790. A topo de linha Adventure com cabine dupla teve 1,10% de aumento, ficando com preço sugerido de R$ 69.940.

Confira na imagem abaixo os novos preços para março:

preços_fiat_1 preços_fiat_2 preços_fiat_3

Fotos | Marlos Ney Vidal/Autos Segredos