A Comissão de Comércio Exterior (Camex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), decidiu alterar o valor do imposto de importação de componentes para incentivar a competitividade da indústria automotiva. A resolução número 9, publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União, reduz de 16% para 2% as alíquotas dos produtos. A medida é válida até 30 de junho de 2013 e não se aplica a equipamentos usados ou remanufaturados.

Agora classificados como Ex-tarifários, bombas de freio utilizadas em sistemas ABS e ESP, módulos montados com mostrador de cristal líquido LCD, iluminação traseira, placa de circuito impresso flexível, aparelhos para diagnóstico de funcionamento de freio ABS, airbag, alarme, GPS e outros componentes automotivos produzidos no exterior pagarão alíquota de apenas 2%.

O benefício foi oferecido também para componentes dos setores de celulose, vidros planos, bebidas, cimento e petróleo.

O Mdic aponta que o investimento nos novos Ex-tarifários chega a US$ 4,5 bilhões. Os itens deverão ser importados principalmente da Alemanha e da França. A medida pretende aumentar a competitividade da indústria local, viabilizar projetos e atender à demanda interna.

Foto | Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter