A  General Motors inaugurou nesta quarta feira a nova fábrica de motores localizada em Joinville, Santa Catarina. De lá, já começaram a sair unidades de 1.0 e 1.4 litro, destinados às plantas de Gravataí, no Rio Grande do Sul, e Rosario, na Argentina. Os propulsores, conhecidos como SPE/4, equipam Onix e Prisma.


A planta catarinense tem capacidade para produzir 120 mil unidades de motores e 200 mil de cabeçotes por ano. A planta consumiu R$ 350 milhões em investimentos e a previsão de faturamento anual é de R$ 250 milhões.

Segundo a GM, a nova unidade industrial foi construída para ser sustentável eficiente do ponto de vista energético. A iluminação é provida por um sistema de energia fotovoltaica, há aquecimento solar de água, reciclagem de água industrial através de de osmose reversa e tratamento de esgoto por meio de jardins filtrantes. Além do mais, a empresa afirma que todos os resíduos do processo produtivo serão reutilizados, reciclados ou coprocessados.

Graças às tecnologias aplicadas na construção da fábrica de Joinville, a GM calcula que deixará de emitir 119 toneladas de CO2 anualmente. A empresa também espera obter economia de 12,6% no consumo de energia elétrica e 20% no abastecimento de água potável.

Fotos | GM/Divulgação