classic_lsLançado em 1996, o Chevrolet Classic, que já foi chamado de Corsa Sedan dá adeus ao mercado nacional, depois de 20 anos de estrada. Durante o lançamento de Onix e Prisma Joy, nossa reportagem apurou que o modelo não passará de 2016. O sedã será comercializado até o fim dos estoques das revendas.

“O Classic não dá mais” afirmou um executivo. “Você viu os números de julho? Ele vendeu apenas 1.728 unidades”.

O sedã compacto derivado da primeira geração do Corsa nacional, conviveu por dez anos com a segunda geração, que foi produzida no Brasil de 2002 a 2012. O Highlander (Classic) assistiu de camarote o nascimento e morte de seu irmão mais novo. O veterano sedã foi produzido no Brasil e na Argentina e em seus últimos anos de vida o mercado nacional era abastecido por unidades fabricadas em terras Hermanas.

Durante muitos anos, o Classic foi o modelo mais vendido da Chevrolet. Mas, com a chegada dos novos modelos construídos sobre a plataforma GSV o sedã foi perdendo espaço.

Em 2000 o sedã passou por sua primeira mudança visual quando ganhou novos para-choques, além de lanternas traseiras com novas lentes e faróis dianteiros em policarbonato. Já em 2011 o modelo passou por uma mudança mais profunda ganhando faróis, lanternas traseiras e para-choque redesenhados.

No acumulado deste ano, de janeiro a julho o Classic ocupou a 28ª posição no mercado nacional emplacando 10.023 unidades emplacadas. Em julho o Classic o sedã vendeu 1.728 unidades ficando na 29°colocação.

Foto | Chevrolet/Divulgação