Conforme antecipado pelo Autos Segredos em outras ocasiões (veja aqui, aqui e aqui), a linha 2011 do Captiva já está à venda nas concessionárias Chevrolet. Externamente, é impossível perceber qualquer alteração. Mas as novidades existem, e não notadas de imediato porque estão concentradas no conjunto mecânico do SUV. O motor V6 3.6 de 261 cv de potência e 32,9 kgfm de torque foi substituído por um V6 3.0, com 268 cv e 30,6 kgfm.  Graças ao sistema de injeção direta de combustível e à abertura de válvulas variável, o fabricante anuncia ganhos em desempenho, consumo e emissões de poluentes. O propulsor 2.4 de quatro cilindros também recebeu injeção direta, e passou de 171 cv e 22,2 mkgf para 185 cv e 23,3 mkgf. O bloco menor ainda recebeu o auxílio do câmbio automático de seis velocidades, antes restrito às versões mais caras.

Há novidades também na lista de equipamentos. A tradicional alavanca do freio de mão foi substituída por um sistema de acionamento elétrico e o revestimento em couro dos bancos, agora na cor preta, passou a ser de série em toda a linha. Rádio com entrada USB e volante regulável em profundidade também foram incorporados à cesta de equipamentos básicos, e sanaram algumas deficiências dos modelos produzidos nos anos anteriores. As versões V6 ganharam sensores de chuva e aquecimento dos bancos, enquanto a top AWD recebeu sistema de som com 10 alto-falantes e câmera de ré, com monitor posicionado no espelho retrovisor interno.

Na parte externa, apenas a versão AWD ganhou um aplique cromado no pára-choque. Há também duas novas cores, o Preto Carbon Flash e o Cinza Mocha, mas a segunda opção está restrita às versões equipadas com motor V6. Internamente, houve mudança na iluminação do painel. Quando aceso, o quadro de instrumentos exibe a tonalidade Ice Blue, já adotada em outros veículos da marca. O pacote de segurança continua completo, e inclui seis airbags, freios ABS, sistema eletrônico de estabilidade ESP, controle de tração TCS e apoios de cabeça ativos.

TEST-DRIVE Tivemos a oportunidade de experimentar uma unidade equipada com o novo motor V6 3.0. Foi um contato muito breve, o que torna impossível fazer uma avaliação mais criteriosa, com informações relativas a consumo e comportamento dinâmico. Mas o modelo deixou uma boa primeira impressão. O interior permanece bem acabado e ficou mais cômodo e agradável com os novos equipamentos.

O motor, contudo, parece ter perdido parte da disposição em baixas rotações. Isso pode ser explicado pela redução de torque, na medida de 2,3 mkgf. Além do mais, no antigo propulsor o valor máximo era atingido às 2.100 rpm, enquanto agora a força só é totalmente entregue às 5.100 rpm. Apesar disso, as respostas são satisfatórias, típicas de um bloco de seis cilindros. Levando-se em consideração o conjunto da obra, as alterações surtiram efeito positivo.

Preços:

Captiva Ecotec 2.4 16V: R$ 90.299

Captiva Sport V6 3.0 24V: R$ 96.774

Captiva Sport V6 3.0 24V AWD: R$ 100.774

Fotos | Fábio Gonzales/Chevrolet/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter

Quer equipar seu auto? Compare os preços antes no indiCAuto Auto Peças Online!