Chery_celer_nacionalA chinesa Chery saiu na frente de seus conterrâneos e inaugurou sua primeira fábrica fora da China. A unidade que teve um investimento de US$ 530 milhões está localizada na cidade de Jacareí (SP), no Vale do Paraíba. De lá sairão os modelos Celer em carrocerias hatch e sedan, a nova geração QQ e futuramente, especula-se que fábrica produza um SUV. Este investimento também contempla uma fábrica de motores da Acteco.


A marca ainda já aprovou um investimento de R$ 50 milhões para ter um Centro de Pesquisa & Desenvolvimento no Brasil. O centro de P&D também vai atuar no desenvolvimento de novos modelos para a América Latina”, diz Luis Curi, vice presidente da Chery Brasil.

A fábrica está construída num terreno com um milhão de metros quadrados e conta com 400 mil metros quadrados de área construída. Lá estão instaladas três unidades produtivas – montagem, soldagem e pintura, além do prédio administrativo e da edificação do restaurante. A unidade também conta com uma pista de testes com diversos tipos de piso o que possibilita simular as condições mais adversas de solo.

A meta do fabricante é produzir 50 mil unidades em seu primeiro ano de operação. Com um possível aumento de demanda por conta da produção nacional a marca que chegar ao final de 2014 com 100 revendedores.

No primeiro ano de operação, além da nova geração do Celer, está previsto também o novo QQ, totalmente reformulado, que começa a ser produzido no segundo trimestre de 2015. O modelo de entrada da contará com motor 1.0 flex de três cilindros.

Em 2016 chega a vez de um terceiro modelo, um utilitário esportivo. Associada ao início da montagem deste modelo está previsto o começo das exportações dos automóveis Chery oriundos de Jacareí. Os três modelos – SUV, QQ e Celer – abastecerão a rede Chery de países como Argentina, Uruguai, Colômbia, Equador, Venezuela e Peru.

Foto | Chery/Divulgação