A palavra cupê ganhou um sentido mais amplo nos últimos tempos, depois que carros como o VW Passat CC e o Mercedes CLS receberam essa designação, mesmo possuindo quatro portas. Contudo, em uma definição mais purista, cupês são carros de apenas duas portas.

Esse tipo de carroceria não prima pela praticidade. O banco traseiro normalmente é apertado e possui acesso difícil. Mas quando o assunto é beleza, a coisa muda de figura… Em design, os cupês tradicionais costumam ser imbatíveis: poucos automóveis conseguem mexer tanto com o lado emocional do consumidor quanto eles.

Listei a seguir quatro cupês para quatro ocupantes, todos eles lançados ao longo da primeira década do século XXI. Considero alguns dos mais belos carros da atualidade. Os superesportivos geralmente também possuem carroceria cupê, mas com características diferentes, e é comum que ofereçam lugares somente para o motorista e um passageiro. Não é o caso dos modelos apresentados aqui. Eles têm fortes toques de esportividade, mas a proposta é o uso no dia-a-dia, e não nas pistas de corrida. Tudo sem abrir mão do prazer ao dirigir e do estilo arrebatador.

ALFA ROMEO GT O design do GT não nega sua origem italiana: a carroceria, concebida pelo Estúdio Bertone, segue o inconfundível estilo adotado pela Alfa Romeo, com muitos vincos e aspecto agressivo. O cupê do fabricante estabelecido em Milão surgiu em 2003 e saiu de linha há pouco tempo, em agosto de 2010.

Infelizmente, o Alfa Romeo GT não foi comercializado no Brasil. Na Europa, podia ser equipado com motores de quatro cilindros, à diesel (cujo uso é permitido em veículos de passeio naquele continente) e à gasolina, ou ainda com um vigoroso V6 3.2, que entregava 240 cavalos de potência.

AUDI A5 Foi projetado pelo famoso designer Walter d’Silva, que chegou a classificá-lo como sua mais bela criação. Apresentado ao público em 2007, o A5 impressionou com suas linhas elegantes e esportivas ao mesmo tempo. Existem também os modelos Sportback, com quatro portas, e cabriolet.

O cupê está à venda no Brasil, mas poucos podem comprá-lo. A versão mais barata, dotada de um motor V6 3.2 com 269CV de potência, custa cerca de R$ 260 mil. A mais cara, batizada de RS5, oferece um V8 de 450 cavalos e pode ser adquirida por R$ 435 mil.

CADILLAC CTS Lançado em 2008, cupê de origem norte-americana é uma demonstração de que a Cadillac ainda pode surpreender seus clientes. O desenho, desenvolvido pelo centro de estilo da marca, combina elemenos tradicionais e traços arrojados.

Nos estados unidos, o modelo pode receber propulsores V6 e V8. A versão mais potente, denominada de CTS-V, tem 6.2 litros e impressionantes 698CV. A Cadillac não possui operações no país, mas é possível adquirir o CTS via importação independente.

KIA KOUP O cupê da Kia não oferece o requinte e a potência dos modelos Audi, Alfa Romeo e Cadillac, e muitas de suas peças são compartilhadas com o sedã Cerato. Mas, em termos de design, o Koup não fica inferiorizado diante dos outros cupês. As linhas, assinadas por Peter Schreyer, transpiram jovialidade, pois o carro foi lançado em 2009. Ao redor do mundo, o Koup é oferecido apenas com motores de quatro cilindros à gasolina, que podem ter 1.6, 2.0 ou 2.4 litros. O mais potente é capaz de gerar 173CV.

O importador da Kia já informou que deverá trazer o Koup em breve para o país. A versão escolhida é a 2.0, com 156CV. A potência não impressiona, mas o preço é mais acessível: o valor, que ainda não foi definido oficialmente, deve ficar na casa dos R$ 85 mil.

Fotos Alfa Romeo/Audi/General Motors/Kia/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter

Quer equipar seu auto? Compare os preços antes no indiCAuto Auto Peças Online!