O índice de reparabilidade do Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária), que avalia os custos para consertar veículos após colisões, apontou que o 308 é o hatch médio que proporciona menor prejuízo ao proprietário ao passar pela oficina. O modelo franco-argentino obteve nota 22, seis a mais que o segundo colocado. Em relação ao concorrente que obteve a pior avaliação na categoria, o Peugeot abriu 10 pontos de vantagem.

Os dados integram o índice CAR Group, que classifica modelos de uma mesma categoria a partir da realização de crash-tests dianteiro e traseiro. Após efetuar os devidos reparos e uma análise individual das peças envolvidas, o órgão indica os resultados por meio de uma escala, que vai de 10 a 60: quanto melhor a reparabilidade, menor será o número do grupo de classificação do veículo.

As notas são concedidas de acordo com os estragos provocados pelos testes (quanto menor o dano, melhor a nota), o custo de substituição das peças e o tempo gasto no reparo. O índice de reparabilidade do Cesvi é um dos critérios utilizados pelas seguradoras para tarifar os veículos, mas há outros parâmetros, como o índice de roubo.

Foto | Peugeot/Divulgação

Acompanhe também o Auto Segredos pelo Twitter